ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Governo nega pedido para reajustar salários de diretores da Eletrobras

07/05/2018 08h40

A Eletrobras divulgou nesta segunda-feira (7) que a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN) votou pela manutenção dos honorários dos presidentes e diretores da empresa e suas subsidiárias, para o período entre abril de 2018 e março de 2019, apesar do pedido de reajuste feito pela estatal. A PGFN vota em nome da União nas assembleias.

As empresas Eletrobras apresentaram ao governo no começo do ano um pedido de reajuste dos honorários de todos os dirigentes, alegando que os atuais patamares são inferiores à média praticada em outras estatais e por companhias de capital aberto de porte semelhante. Segundo a estatal, o último reajuste foi praticado em 2015.

A companhia afirma que muitos diretores que eram funcionários não tiveram seus salários reajustados quando assumiram o novo cargo, o que pode desestimular futuras mudanças de cargos, fazendo as empresas perderem pessoas qualificadas em um momento de diversas ações estratégicas.

"Desta forma, o aumento da remuneração estatutária seria relevante para propiciar um tratamento isonômico entre todos os membros de uma mesma diretoria, além de contribuir para a permanência de diretores empregados que têm sido atuantes em projetos-chave tocados pela atual gestão ao longo dos últimos anos", diz trecho da nota da Eletrobras.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia