Bolsas

Câmbio

Vulcabras Azaleia fecha primeiro trimestre com lucro

A Vulcabras Azaleia reportou no primeiro trimestre um lucro líquido de R$ 33,4 milhões, com avanço de 28% sobre o mesmo período de 2017. O resultado foi impulsionado por um controle das despesas operacionais e pela redução nas despesas financeiras, segundo a companhia.

A receita líquida encolheu 1,3%, para R$ 292 milhões. A companhia informou que a tendência de crescimento do consumo de vestuário e calçados, sentida no fim de 2017, não se repetiu no primeiro trimestre. A companhia informou que espera melhora nos resultados nos próximos trimestres.

As vendas de calçados esportivos encolheram 0,9% em volume, para 3,4 milhões de pares. As vendas de calçados femininos caíram 18,6%, para 1,2 milhão de pares. Os custos com vendas aumentaram 2,1% no trimestre, para R$ 191,6 milhões. As despesas com vendas caíram 3,2%, para R$ 41,3 milhões. As despesas administrativas aumentaram 5,1%, para R$ 19,5 milhões. A despesa financeira líquida caiu 88%, para R$ 2,2 milhões.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) caiu 14,1%, para R$ 49,8 milhões.

Em relatório, o Credit Suisse considerou o desempenho da Vulcabras Azaleia "morno", com vendas impactadas pelo fraco desempenho da Azaleia e um erro de cálculo na decisão de adiar o lançamento da coleção da Olimpikus. O banco ponderou que, apesar das vendas fracas, a empresa controlou bem as despesas operacionais. O lucro foi beneficiado por uma injeção de capital feita em outubro.

O banco manteve recomendação de compra para a Vulcabras Azaleia, com preço-alvo de R$ 13. Ontem, as ações fecharam em queda de 0,39%, cotadas a R$ 7,65.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos