ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Petrobras responde por 27% do giro e impulsiona alta do Ibovespa

10/05/2018 18h03

A Petrobras em alta, em dia de exterior também positivo, mais uma vez impulsionou o Ibovespa de tal forma que o índice conseguiu tocar o nível dos 86 mil pontos no dia. No fechamento, o Ibovespa se acomodou um pouco mais para baixo, mas, ainda assim, com um desempenho positivo: alta de 1,89%, aos 85.861 pontos.

Na máxima intradia, o índice chegou aos 86.201 pontos, um avanço de 2,3% em relação à mínima nos 84.284 pontos. O giro financeiro, bem acima da média do ano e do mês, foi de R$ 12,03 bilhões ? o segundo maior do ano, atrás apenas dos R$ 15 bilhões negociados em 28 de fevereiro.

Cerca de 27% de todo o giro do índice hoje ficou apenas com a Petrobras PN (+3,91%, a R$ 25,75). O volume negociado foi de R$ 3,26 bilhões, o segundo maior da história, atrás apenas do dia 8 de novembro de 2007, de R$ 3,36 bilhões.

A Petrobras ON também ficou entre os destaques do movimento do dia, em alta de 5,95%, a R$ 28,84. A cotação da PN é a maior para um fechamento desde maio de 2010, enquanto a ON chegou ao maior preço desde abril de 2011.

Em oscilação, a maior alta foi da Gol PN, de 7,17%, depois do forte tombo do dia anterior, de 9,85%. O ajuste de maior proporção faz sentido porque, ontem, o dólar em forte alta foi o principal responsável pelo tombo da Gol ? a empresa tem receitas auferidas em reais, enquanto boa parte dos custos são medidos em dólares. E, hoje, a moeda americana também tem intensa baixa, o que dá impulso adicional à correção.

Na ponta negativa, a Sabesp (-6,08%) teve a maior baixa, depois que a Arsesp, agência reguladora de serviços de saneamento do Estado de São Paulo, anunciou o reposicionamento tarifário de 3,507% na segunda fase do processo de revisão. O reajuste é inferior aos 9,52% defendidos pela Sabesp.

Já o Banco do Brasil (-3,67%) também ficou nos destaques negativos e em boa medida limitou a euforia da bolsa hoje. O balanço do primeiro trimestre, divulgado hoje, mostrou que o banco está atrasado no ciclo de recuperação do crédito, destacou o Goldman Sachs em relatório ? em um momento em que a recuperação do crédito para todos os bancos já está vindo aquém das expectativas do mercado.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia