ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Lucro da Eldorado Brasil recua 8% no 1º trimestre, para R$ 335 milhões

11/05/2018 18h30

(Atualizada às 18h36) A Eldorado Brasil, produtora de celulose da J&F Investimentos e da Paper Excellence, contabilizou lucro líquido de R$ 335,5 milhões no primeiro trimestre de 2018, queda de 7,9% em relação a igual período do ano passado.

A redução do ganho, a despeito da forte melhora operacional, é explicada pela piora do resultado financeiro, que passou de R$ 55,5 milhões negativos há um ano para R$ 214,3 milhões negativos.

No trimestre, a receita líquida da companhia saltou para R$ 1,11 bilhão, 60% acima do registrado no mesmo período de 2017. A evolução é explicada principalmente pelo aumento de 45% dos preços líquidos em dólares da celulose de eucalipto.

O resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) subiu 14% no primeiro trimestre, na comparação anual, para R$ 728 milhões.

O volume de vendas, por sua vez, caiu 2,2%, para 425 mil toneladas. No intervalo, a Eldorado fez uma parada programada para manutenção na fábrica de Três Lagoas (MS), com duração de três dias.

No trimestre, a companhia apurou receita de R$ 18 milhões com a venda de energia, beneficiada pela expansão do limite de exportação para o grid de 30 MWm para 40 MWm, desde novembro. Em relação aos três primeiros meses do ano passado, a alta foi de 21,6%.

A Eldorado informou também que consumiu 11% mais madeira própria no primeiro trimestre, elevando a 60% a participação de plantio próprio no mix ? contra 31% há um ano. A companhia planeja chegar a 70% de madeira própria e 30% de terceiros no acumulado de 2018.

Ao fim de março, a dívida líquida da Eldorado estava em R$ 7,14 bilhões, baixa de 4,2% frente a dezembro. Essa redução, associada à melhora operacional, garantiu a continuidade da desalavancagem financeira, que passou de 3,36 vezes no fim do ano passado para 3,09 vezes em março.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia