Bolsas

Câmbio

M. Dias Branco diz que investiga denúncia de doação ilegal de campanha

A M. Dias Branco informou nesta segunda-feira (14) ter reforçado a investigação interna sobre um suposto envolvimento da companhia em contratos fictícios firmados durante a campanha do atual presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), ao governo do Ceará, em 2014.

O comitê, no entanto, não tem um prazo específico para concluir o seu trabalho de investigação.

"O plano de trabalho já está definido. Vamos tentar fazer o trabalho em um tempo razoável", afirmou Geraldo Mattos Júnior, vice-presidente de investimentos e controladoria da M. Dias Branco. A empresa é fabricante de massas e biscoitos das marcas Adria, Isabela, Basilar, entre outras.

O executivo disse que tem conversado continuamente com o comitê, mas não pode exigir um prazo para a conclusão do trabalho. "Se definimos um prazo curto, tiramos a independência do comitê. Para uma empresa com operação tão grande, existe um espaço de tempo para que as pessoas façam o trabalho de forma livre e independente. Mas vamos tentar fazer a investigação em um tempo razoável, para dar as respostas que precisamos dar", afirmou Mattos.

A Polícia Federal realizou, em 10 de abril, busca e apreensão na sede da M. Dias Branco, em cumprimento à ordem judicial proferida pelo ministro Edson Fachin, como parte da Operação Tira-Teima, desdobramento da Operação Lava-Jato.

Empresários ouvidos pela PF confessaram terem feitos contratos fictícios com empresas, incluindo a M. Dias Branco, para realizar pagamentos irregulares à campanha do senador Eunício Oliveira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos