Bolsas

Câmbio

Temer diz haver um "enxame" de tucanos atrás dele por eleições 2018

O presidente Michel Temer (MDB) afirmou nesta segunda-feira (14) que o PSDB o procura em busca de apoio - e não o contrário. A declaração foi feita ao blog do jornalista Gerson Camarotti, do portal G1.

"Eu que estou sendo procurado com insistência pelos tucanos. É o Alckmin que está pedindo encontro comigo. Quando vou a São Paulo, é um enxame de peessedebistas [tucanos] a me procurar", disse Temer.

A afirmação do presidente tem como objetivo rebater a informação de que ele busca o presidenciável tucano Geraldo Alckmin e aliados para tratar de eleições.

"Estou indignado. Essa gente está atrás de mim com ânsia. E fica parecendo que sou que estou atrás de Geraldo Alckmin, abanando o rabo", disse Temer.

O presidente disse ter sido procurado pelo ex-prefeito de São Paulo João Doria (PSDB), pelo governador do estado Márcio França (PSB) e pelos deputados Samuel Moreira (PSDB-SP) e Arnaldo Jardim (PPS-SP). Em seguida, recebeu contato de Alckmin.

Temer relatou ter sido procurado ainda pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), com quem se encontrou em 1º de maio. Na ocasião, segundo Temer, os dois concordaram que as chances de um candidato de centro vencer as eleições diminuem com a pulverização das candidaturas nesse campo ideológico.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos