Bolsas

Câmbio

Dona da Artex reduz perdas, mas segue em alerta por Argentina

A Springs Global, controladora da Coteminas e dona das redes MMartan, Artex e Casa Moyses, registrou prejuízo líquido de R$ 6,95 milhões no primeiro trimestre de 2018, o que representa uma redução de 43% em relação ao resultado obtido entre janeiro e março de 2017.

Segundo a empresa, a redução do prejuízo financeiro, que passou de R$ 48,3 milhões no primeiro trimestre de 2017 para R$ 41,8 milhões agora, contribuiu para o avanço da última linha do balanço.

Na mesma base de comparação, a receita líquida subiu 2,4%, passando de R$ 516,2 milhões para R$ 528,8 milhões. O leve aumento foi reflexo de maiores volumes de venda e do maior preço médio em todas as categorias, exceto produtos intermediários.

A linha de Cama, Mesa e Banho ("Cameba") teve receita de R$ 229,7 milhões no trimestre e foi responsável por 43% das vendas totais, enquanto a linha "utility bedding" ? que inclui travesseiros e colchas ? teve faturamento de R$ 167,8 milhões, representando 32% da receita total.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) recuou 2,5%, passando de R$ 55 milhões para 53,6 milhões.

Argentina

A crise na Argentina é hoje o maior ponto de preocupação para a Springs Global, na avaliação do presidente da companhia, Josué Gomes da Silva.

"A operação na Argentina já representou mais de 25% das vendas e da nossa geração de caixa no negócio atacado na América do Sul, mas perdeu relevância. E a tendência é de sofrer mais com uma deterioração macroeconômica preocupante", afirmou Silva nesta terça-feira (15), em teleconferência de resultados.

Hoje, o Banco Central (BCRA) argentino faz o leilão de rolagem de dívida, no valor aproximado de 617 bilhões de pesos argentinos (US$ 24 bilhões).

"Espero que a Argentina encontre o caminho para vencer as dificuldades econômicas. É uma economia relevante para a América Latina", disse Silva. Parao executivo, a crise na Argentina contribuiu para um resultado fraco na operação América Latina Sul. Ele também considerou "uma decepção" os resultados da empresa nos Estados Unidos.

"Esperávamos mais. Sem os problemas na Argentina e nos Estados Unidos teríamos até gerado lucro no primeiro trimestre", afirmou o presidente da Springs Global.

Silva disse que houve uma recuperação em vendas nos Estados Unidos a partir de abril. "No Brasil, se o inverno for rigoroso, pode gerar um caixa razoável no segundo trimestre", disse o executivo. Ele acrescentou que as vendas no Dia das Mães tiveram resultado positivo.

Comércio eletrônico

As vendas online da Springs Global no primeiro trimestre registraram um aumento de 71% em comparação com o mesmo intervalo de 2017. A empresa iniciou em janeiro a venda on-line integrada com as lojas de franquia.

Para Silva, as vendas on-line estão em fase de aceleração.

"Em abril, as vendas pelo comércio eletrônico cresceram 200% em comparação com abril do ano passado. O resultado acumulado de janeiro a abril mostra um crescimento de 101%. O modelo multicanal tem demonstrado ser absolutamente prático, fácil de operar e com quedas expressivas no custo final da entrega", afirmou o empresário.

Para Silva, o modelo multicanal de vendas significa uma "oportunidade sem igual de crescimento" para a operação de varejo da Springs Global.

O negócio de varejo da Springs Global na América do Sul atingiu R$ 62,4 milhões de receita líquida no primeiro trimestre, com crescimento de 4,2% em relação ao primeiro trimestre de 2017. A área de varejo conta com 229 lojas, sendo 70 próprias e 159 franquias.

As despesas de vendas, gerais e administrativas da área somaram R$ 33,7 milhões, com aumento de 5,3%. O prejuízo antes de juros, impostos, depreciação e amortização foi de R$ 1,5 milhão no trimestre, ante um Ebitda positivo de R$ 400 mil no primeiro trimestre de 2017.

Por volta das 12h30, as ações da Springs registravam queda de 5,27% na B3, cotadas a R$ 8,81. O Ibovespa recua 0,81%, para 84.496 pontos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos