PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Ibovespa recupera-se com ajuda de Petrobras

29/05/2018 11h57

O Ibovespa opera no campo positivo nesta terça-feira, após uma sequência de quatro quedas consecutivas derrubar o índice para a casa de 75 mil pontos. A recuperação é puxada pelos papéis da Petrobras, que passam por uma sessão de ajuste após a forte retração um dia antes, quando o Ibovespa cedeu 4,49% e as ações da estatal de petróleo perderam 14%.

Por volta de 11h, o Ibovespa ganhava 2,01%, aos 76.869 pontos, após máxima de 77.214 pontos. O giro financeiro do índice somava R$ 3,85 bilhões até o momento.

Os papéis da Petrobras seguem em destaque, tanto do ponto de vista de desempenho quanto de volume financeiro. Petrobras PN subia 8,5%, com volume de R$ 1,3 bilhão, enquanto Petrobras ON avançava 9,15%, com giro de R$ 177,6 milhões.

Segundo um operador que prefere não ser identificado, o mercado passa por uma correção técnica hoje. A forte queda da última sessão, combinada ao retorno dos estrangeiros ? os mercados americanos e britânicos estiveram fechados ontem ? permitem a recuperação de parte das perdas.

"Mas não é uma tendência, não quer dizer que tudo vai mudar e o mercado vai voltar rápido ao que era", diz o operador. "O cenário não mudou [de ontem para hoje], e os efeitos da greve no desempenho do PIB e nas empresas ainda vão ser sentidos por um tempo."

Quanto à Petrobras, o mercado aguarda teleconferência convocada pela estatal para esta tarde, com participação do presidente da empresa, Pedro Parente. Os papéis foram duramente influenciados desde o início da greve dos caminhoneiros, em meio às discussões a respeito de sua política de preços para os combustíveis e rumores de que Parente poderia se desligar do comando da companhia em meio à crise.

Outras ações também se recuperam na sessão de hoje, com destaque para outras estatais, como Banco do Brasil ON (+2,62%), Eletrobras ON (+2,50%) e Eletrobras PNB (+3,36%). As blue chips também estão no campo positivo, embora com desempenho mais discreto: Vale ON subia 0,35% e Itaú Unibanco PN avançava 1,18%.