Bolsas

Câmbio

Ibovespa sobe 0,6% apesar de queda de quase 15% da Petrobras

As ações da Petrobras aliviaram parte das perdas durante a tarde e permitiram, dessa forma, que o Ibovespa fechasse o primeiro pregão de junho no azul.

O Ibovespa fechou o pregão desta sexta-feira em alta de 0,63%, aos 77.240 pontos, devido ao ganho das principais blue chips, como bancos e Vale (+4,21%).

Na semana, porém, o índice acumulou baixa de 2,10%.

Perto da abertura, quando se desenhava um pregão mais ameno, a bolsa chegou a tocar a máximan, em 78.169 pontos (ou alta de 1,84%). Mas logo depois do anúncio do pedido de demissão de Parente, o índice chegou a ceder até os 75.524 pontos (uma baixa de 1,60%).

Operadores notaram que hoje foi apenas um respiro de curto prazo e que a saída de Pedro Parente da Petrobras pode detonar revisões para a estatal e para a própria bolsa, ao adicionar incertezas a um cenário já bastante turbulento.

A ação ordinária da Petrobras (ON) chegou a cair 22,3%, a R$ 17,25, no pior momento do dia, enquanto a ação PN tocou a mínima em R$ 14,90, baixa de 21,5%.

Após ajustes, parte da pressão foi absorvida, e a ON caiu 14,92%, a R$ 18,88, enquanto a PN recuou 14,86%, a R$ 16,16.

A movimentação com a ação PN foi bastante forte, de R$ 3,5 bilhões.

A estatal de petróleo é de longe o papel que mais refletiu ? e sofreu ? com a crise dos combustíveis e com a paralisação dos caminhoneiros. Desde que a greve começou, no dia 21 de maio, a Petrobras PN ainda acumula perdas de 36,9%, enquanto a ON cai 37,3%.

Assim, uma ação que, há um mês, acumulava grande valorização no ano, agora já caminha para zerar as altas, em meio às incertezas sobre o seu futuro.

"As duas últimas semanas foram o período mais difícil para a Petrobras na história recente. O governo deixou de lado a política de não intervenção nos preços dos combustíveis e direcionou a Petrobras a cortar fortemente o preço do diesel. A saída abrupta de Parente não traz um impacto direto sobre a lucratividade, mas é mais um elemento nos riscos grandes para as ações em um ano de eleição", afirma Muhammed Ghulam, analista do banco Raymond James.

Gestores ouvidos pelo Valor não apostam que a Petrobras perderá todo o valor conquistado na gestão de Parente. Ao mesmo tempo, porém, as ações já antecipam, a partir de agora, a volatilidade que seria vista no intervalo entre setembro e outubro, nas eleições presidenciais. "Para o papel, a eleição é agora", diz uma fonte de uma gestora, que prefere não ter o nome revelado.

Com Pedro Parente na administração da Petrobras, a PN acumulou ganho de 93,2%, enquanto a ON subiu 78,7%, considerando a cotação já ajustada do pregão de hoje.

Com essa leitura positiva sobre o executivo, a ação que aparece como opção de investimento é a BRF, que subiu 9,20% nesta sexta-feira, a maior alta do Ibovespa no pregão.

Parente já é presidente do conselho da BRF e, agora, crescem as apostas de que ele pode deixar a estatal de petróleo para comandar a empresa de alimentos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos