ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Alta dos juros longos e do dólar força ajuste e Ibovespa cai

05/06/2018 12h27

O movimento de alta forte dos juros longos e do dólar, inclusive no exterior, está forçando um ajuste negativo da bolsa, puxado especialmente pela baixa da Petrobras e do setor bancário.

Às 12h21, o Ibovespa se firmava no campo negativo, em queda de 1,04%, aos 77.777 pontos. O giro financeiro era de R$ 3,7 bilhões. O dólar era negociado a R$ 3,7612, eelvação de 0,48%. O DI janeiro/2025 marcava 11,630%, ante 11,350% no ajuste anterior.

Depois de uma abertura positiva, as ações da Petrobras inverteram o rumo e registram baixa: o papel ON cedia 0,90% e o PN, 1,08%. Também em baixa operavam os bancos, com Itaú Unibanco PN (-1,99%), Bradesco ON (-2,41%) e Bradesco PN (-2,88%) nos destaques.

Segundo um operador, a queda hoje só não é pior porque a Vale se sustenta no campo positivo (+1,66%) ? a ação é a que detém maior peso no Ibovespa. A empresa é uma das que passou a integrar, junto com a Suzano (+1,40%), estratégias mais defensivas, que se beneficiam da valorização do dólar.

"O dólar se fortalece e os emergentes sofrem mais hoje, especialmente África do Sul e Brasil. Os juros longos e o dólar em alta acabam forçando um ajuste para a bolsa: se a percepção de risco cresce, a exposição à renda variável diminui", afirma o operador.

Na maior baixa do dia, a Eletrobras é destaque depois de ontem ter figurado entre os maiores ganhos da bolsa. Além disso, a instabilidade com as ações permanece, depois que o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 1ª Região, no Rio de Janeiro, decidiu que a empresa e suas distribuidoras interrompam o processo de privatização.

"O investidor continua vendo na venda das seis controladas da estatal uma oportunidade para o papel, mas é um ativo muito sensível ao noticiário", diz o operador. Eletrobras PNB declinava 6,88%, enquanto Eletrobras ON perdia 5,72%.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia