ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Ibovespa recua mais de 3% em meio à disparada do dólar

07/06/2018 12h33

Numa continuidade do movimento visto no dia anterior, o Ibovespa cai forte em meio à disparada do câmbio e à forte aversão ao risco que tomou conta dos mercados financeiros do Brasil. Nesse pano de fundo, o índice opera abaixo de 74 mil pontos e caminha para fechar na mínima do ano.

Às 12h24 o Ibovespa recuava 3,19%, aos 73.686 pontos, após mínima de 73.6854 pontos. O giro financeiro somava R$ 4,8 bilhões. O dólar operava na casa de R$ 3,90.

As empresas de consumo discricionário, isto é, ligadas ao consumo de itens que não são de primeira necessidade ? como viagens e eletrodomésticos ? continuam passando por um forte ajuste.

A percepção para esse segmento é amplamente negativa, em meio aos efeitos que a alta do dólar pode trazer à economia, seja pela piora nas projeções de inflação e crescimento, seja pela possível alta nos juros ? o que implica numa menor disponibilidade de crédito aos consumidores.

Nesse contexto, Smiles ON (-11,37%), units da Via Varejo (-9,23%) CVC ON (-5,84%) estavam entre as piores perdas do Ibovespa no momento. Gol PN (-7,81%), Ecorodovias ON (-4,75%) e CCR ON (-6,93%).

Entre as blue chips, papéis de maior liquidez e portas de entrada e saída de investimentos estrangeiros, a situação não é diferente: Itaú Unibanco PN (-3,19%), Bradesco PN (-2,55%), Banco do Brasil ON (-4,19%) e units do Santander Brasil (-7,18%) caíam forte. Petrobras PN (-4,90%) e Petrobras ON (-4%).

"Enquanto o dólar e os DIs não acalmarem, a bolsa vai continuar assim", diz um operador que prefere não ser identificado, ressaltando que os investidores estrangeiros têm saído fortemente da bolsa brasileira nas últimas semanas ? somente em maio, R$ 8,4 bilhões em recursos externos foram retirados do mercado acionário do país.

Os únicos papéis que apresentam um desempenho marginalmente melhor neste momento são os de companhias exportadoras, dado que o dólar valorizado aumenta a geração de receita de tais companhias.

No entanto, mesmo este grupo não aparece como um refúgio aos investidores: Embraer ON (+2,16%)e Weg ON (+1,76%) se sustentavam no campo positivo, mas Vale ON (-3%) operava em queda.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia