Bolsas

Câmbio

Indicador Antecedente de Emprego da FGV registra 3ª queda seguida

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp), da Fundação Getulio Vargas (FGV), registrou em maio a terceira queda consecutiva,o que não ocorria desde o início de 2015.Houve recuo de2,5 pontos ante abril, para 101,1 pontos. Pela métrica de médias móveis trimestrais, o indicador também apresenta tendência de baixa, ao diminuir 2,9 pontos em relação ao mês anterior.

"Os últimos dados divulgados da economia brasileira surpreenderam negativamente. Com isso, está sendo revisado para baixo a taxa de crescimento do país, que impacta diretamente a contratação. Neste cenário, o IAEmp reflete a percepção de que tanto a situação dos negócios quanto a disposição de contratar tendem a ser menores nos próximos meses", afirma Fernando de Holanda Barbosa Filho, economista da FGV.

Já o Indicador Coincidente de Desemprego (ICD) aumentou 2,3 pontos em maio, para 96,5 pontos, devolvendo a queda de 2 pontos do mês anterior.

"O menor otimismo quanto ao crescimento da economia no ano de 2018 já está afetando a percepção dos trabalhadores quanto à melhora do mercado de trabalho. O ICD mostra que os trabalhadores continuam reticentes com relação ao futuro, apesar da queda (suave) da taxa de desemprego", continua Fernando de Holanda Barbosa Filho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos