UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

13/10/2011 - 13h34

Profissionais acomodados podem perder emprego para temporários

SÃO PAULO – Para atender à demanda de final de ano, as empresas costumam contratar profissionais temporários. Segundo a Asserttem (Associação Brasileira das Empresas de Serviços terceirizáveis e de Trabalho Temporário), a previsão é que até dezembro haja a abertura de 147 mil vagas.

Para alguns, a contratação de temporários poder ser vista como algo positivo, pois ajudará no desenvolvimento das atividades durante o período mais corrido nas empresas. Já outros encaram a vinda de terceiros como uma ameaça. Mas afinal, qual é a melhor maneira de enxergar estes colegas?

Para o autor do livro “Negócios S/A - Administração na Prática” (Ed. Cengage Learning), Paulo Buchsbaum, a resposta depende de como o profissional contratado desempenha as suas atividades, ou seja, aqueles que são proativos, têm iniciativa e sempre buscam melhorar, acreditam que os temporários são importantes neste período tão agitado.

Quando é uma ameaça
Já naqueles que são acomodados e que fazem o mínimo esperado, ocorre o risco de perder o emprego. “Cerca de 30% dos temporários são efetivados, algumas empresas aumentam sua equipe, mas outras aproveitam para demitir os fixos que não estão produzindo”, diz.

Isso não significa que o problema seja a contratação do profissional temporário, mas sim que a pessoa que pode ser demitida não está atendendo à expectativa da empresa. “A pessoa paga pelo o que ela faz, a culpa não é do temporário. O temporário quer ser efetivado e encontra uma possibilidade”, acrescenta Buchsbaum.

Licenças
A contratação de temporários também é comum quando o funcionário CLT precisa de ausentar, seja por motivos de férias, licença-maternidade ou licença-médica. Os profissionais que temem perder o postos, novamente, são os acomodados.

Nesta situação, o autor afirma que a empresa percebe que quem está fora da empresa por um período não faz a menor falta, pois aquele que chegou desenvolve o trabalho de uma maneira considerada muito melhor e até mais rápida.

Como evitar
Quando o profissional está trabalhando juntamente com o temporário, é possível que ele evite que seja demitido.

Para isso, é necessário muito esforço e mostrar que seu trabalho ainda pode acrescentar para a empresa. “É importante dar o seu máximo. Mas é fundamental que esta situação não chegue a este ponto”, finaliza. 

Hospedagem: UOL Host