Um novo jeito de torcer

esporte

O Corinthians se juntou ao grupo de clubes que têm fan tokens. Veja como funcionam essas moedas digitais

Lançado em 2/9/2021, o token do Corinthians ($SCCP) foi vendido a US$ 2, mas se esgotou em duas horas. A moeda foi comprada em mais de 150 países, o que resultou em arrecadação de US$ 1,7 milhão.

Entenda o que é um fan token nas próximas telas.

Acabou rápido

Reprodução

É uma espécie de criptomoeda licenciada junto a clubes de futebol ou empresas de outras modalidades esportivas (como o UFC e times da NBA, por exemplo). Quem compra o token tem direito a prêmios.

O que é um fan token?

Quais são as recompensas?

Os prêmios variam de acordo com o token. As moedas podem dar direito a:
 
- Ingressos;
- Produtos e experiências;
- Participação em decisões do clube, como a escolha da terceira camisa.

No caso do Corinthians, os compradores do token poderão escolher quem será homenageado no próximo busto a ser inaugurado no Parque São Jorge: Ronaldo (foto), Basílio ou Gilmar dos Santos Neves. 

Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

O Atlético-MG foi o primeiro clube brasileiro a ofertar um fan token ($GALO), a US$ 2. A moeda também se esgotou rapidamente. Nem a $SCCP nem a $GALO são vendidas no mercado secundário, em que o preço flutua livremente.

Quem tem token no Brasil?

Bruno Cantini / Divulgação / Atlético-MG

O Vasco também tem um token, mas a moeda é diferente: em vez de recompensas, o comprador ganha uma parte dos direitos recebidos por atletas formados no clube. O token é vendido pelo Mercado Bitcoin a um valor fixo de R$ 100. 

Reprodução

*Preços segundo o CoinMarketCap em 2/9/21.

Vários times internacionais. Veja exemplos*: 

- $PSG (Paris Saint-Germain):
US$ 32,72
- $CITY (Manchester City): US$ 21,35
- $BAR (Barcelona): US$ 20,02
- $JUV (Juventus): US$ 12,13

Quem mais tem?

Dá para ganhar dinheiro, mas é instável. Não é o ideal para uma visão de longo prazo.

Fabricio Tota, diretor de Novos Negócios do Mercado Bitcoin

Vale investir?

Edição: Armando Pereira Filho

Reportagem: Giulia Fontes

Publicado em 5 de setembro de 2021.