Topo
REPORTAGEM

Ex-funcionários da Itapemirim e empresários criam aérea 'por assinatura'

Logo da You Air, empresa que pretende vender passagens aéreas por assinatura Imagem: Reprodução/You Air

Alexandre Saconi

Colaboração para o UOL, em São Paulo

25/05/2022 04h00

Ex-funcionários da Itapemirim, empresários e um militar pré-candidato a senador se uniram para a criação de uma nova companhia aérea no Brasil, a You Air.

A empresa faz uma promessa inovadora: a de vender voos "por assinatura", e não cada passagem individualmente. No modelo proposto pela companhia, serão três faixas de planos que poderão ser adquiridos com You Coins, um utility token (similar a uma moeda digital) operado pela empresa que custa US$ 1 (R$ 4,80) a unidade.

Os planos vão de 87 You Coins a 682 You Coins, dependendo da faixa e do período escolhido para a viagem. Datas como fim de ano e Carnaval são mais caras.

Cada plano atende a uma faixa etária e permite uma viagem de ida e volta por ano entre os destinos selecionados pela companhia, entre eles, Florianópolis (SC), Ilhéus (BA) e Vitória (ES). A empresa adota um modelo sem similar no país e ainda terá de passar pela análise e autorização da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

O dinheiro da empresa, segundo um de seus fundadores, Ramauri Mello Justin, virá da comercialização de créditos de carbono com arrendamento de uma área de 1,1 milhão de hectares da Amazônia Legal. De acordo com a empresa, essa etapa ainda não está concluída e passa por um processo de certificação e homologação para negociação em mercados fora do Brasil, como Europa e Estados Unidos.

O objetivo não é competir com empresas regulares. A ideia é fazer inicialmente o leasing (espécie de aluguel, também chamado de arrendamento mercantil) de um avião Airbus A320, e aumentar esse número conforme o crescimento da empresa.

Equipe

Até a tarde de segunda-feira (23), a companhia mantinha em seu site uma página com os nomes dos integrantes da empresa. Essa página foi retirada do ar após a repercussão sobre os nomes escolhidos para administrar a aérea.

Consta como presidente o brigadeiro reformado Atila Maia da Rocha, pré-candidato ao Senado pelo Distrito Federal pelo Agir 36, antigo Partido Trabalhista Cristão. Em 2018, ele concorreu à mesma vaga, mas pelo PRTB, partido da base de apoio de Bolsonaro.

Em vídeos no seu canal no YouTube, Rocha se apresentava como presidenciável. Há poucos dias, o militar aposentado declarou apoio ao presidenciável Pablo Marçal, que pode disputar a Presidência da República pelo Pros, partido que ainda estuda se irá apoiar ou não Bolsonaro.

Outro integrante, que consta como diretor de Planejamento Estratégico da companhia, é o angolano Ramauri Mello Justin, que figura como o sócio majoritário. No site da empresa, entretanto, seu nome aparece como Justin Mello, inversão de seus dois sobrenomes.

Justin é um dos sócios da empresa, de razão social You Air Transportes Aéreos LTDA, que foi criada em março ao lado de Rodrigo Cesar Freitas da Silva, que aparece como diretor de Tecnologia no site da You Air.

Justin é alvo de um processo de expulsão do Brasil tocado pela Polícia Federal por uma condenação por uso de documento falso. O processo transitou em julgado (teve decisão definitiva) em 2012, informação confirmada por ele. Segundo o documento, ao qual o UOL teve acesso, Justin também é apresentado com os nomes Amauri Roberto Justino e Ramahyyared Mohamed.

Segundo o empresário, ele está há 40 anos no Brasil e tem filhos aqui, além de já ter apresentado sua defesa ao órgão sobre os fatos alegados para permanecer no país. Procurada pelo UOL, a Polícia Federal não informou o atual estágio do processo até a publicação desta reportagem.

No contrato social, ainda consta o nome de mais um sócio, o advogado José Carlos Ricardo, que aparece como diretor jurídico da nova empresa e também prestou serviços para Sidnei Piva, dono da Itapemirim Transportes Aéreos.

Como co-presidente da You Air, consta Karina Mendonça, que foi vice-presidente da Itapemirim Transportes Aéreos e advogada do grupo Itapemirim, conglomerado que é dono da empresa aérea e passa por um processo de recuperação judicial.

Ainda da Itapemirim, a nova empresa contará com Regiane Abreu dos Santos como diretora de Contabilidade, segundo os proprietários. A equipe ainda será formada por Ana Alckmin como diretora financeira.

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Ex-funcionários da Itapemirim e empresários criam aérea 'por assinatura' - UOL

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao UOL


Todos a bordo