UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

21/01/2011 - 20h38

FMI aprova linha de crédito de US$ 30 bi para Polônia

Washington, 21 jan (EFE).- O Fundo Monetário Internacional (FMI) aprovou nesta sexta-feira uma linha de crédito por dois anos para a Polônia de US$ 30 bilhões, em meio a temores de um possível contágio ao país dos problemas de dívida em várias nações europeias.

Esta é a terceira linha de crédito do FMI à Polônia nos últimos três anos.

O organismo aprovou um programa de crédito de um ano de US$ 20,580 bilhões em maio de 2009 e outro também de um ano de US$ 20,430 bilhões em julho de 2010.

O vice-diretor-executivo do FMI, John Lipsky, disse nesta sexta-feira em comunicado que espera que o crescimento polonês continue "robusto e equilibrado".

"As autoridades estão comprometidas com a implementação de políticas econômicas que preservem a estabilidade macroeconômica", afirmou Lipsky.

Apesar das previsões favoráveis, o diretor destacou que ainda há "riscos consideráveis" derivados, sobretudo, "da possibilidade de contágio das turbulências financeiras em outras partes da Europa".

Lipsky afirmou que essas incertezas propiciaram a aprovação nesta sexta-feira da linha de crédito, mas ressaltou que as autoridades polonesas pretendem utilizá-la apenas como medida de precaução.

O vice-diretor-executivo do organismo afirmou que o elevado montante da linha de crédito ajudará a Polônia a se defender dos riscos externos enquanto mantém sua atual estratégia macroeconômica.

As linhas de crédito flexíveis foram estabelecidas em março de 2009. O FMI criou este instrumento para a prevenção e solução de crises econômicas e financeiras.

As citadas linhas de crédito foram aprovadas inicialmente pelo prazo de um ano e, posteriormente, se estenderam para dois anos.
Hospedagem: UOL Host