UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/03/2010 - 10h21

Por causa de eleições, Susep deve pedir agilidade em votação de microsseguros

SÃO PAULO – Com receio de que a votação sobre os microsseguros acabe ficando para 2011, por conta das eleições, a Susep (Superintendência de Seguros Privados) deve pedir ao Congresso agilidade na tramitação do projeto.

De acordo com a assessoria de imprensa da entidade, a proposta ainda deve passar por análise na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados para depois seguir para o Senado Federal, o que deve fazer com que seja aprovada até meados do mês de maio.

Microsseguro

Os brasileiros das classes menos favorecidas devem ser os principais beneficiários dos chamados microsseguros, já que tais apólices foram desenvolvidas para atender às necessidades da população de baixa renda.

Os preços, segundo o superintendente da Susep, Armando Vergílio, devem ficar entre R$ 5 e R$ 10 por mês.

Os seguros de acidentes pessoais, auxílio funeral, proteção do microcrédito e seguro prestamista, que garante o crédito no caso de perda de emprego ou incapacidade temporária, devem ser os principais focos do microsseguro no Brasil.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host