UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/09/2011 - 18h30

10 dicas para que o casal se mantenha financeiramente feliz

SÃO PAULO - Ter um orçamento financeiro equilibrado, quando se é solteiro, já não é uma tarefa fácil, imagine quando se juntam duas pessoas com rendas mensais diferentes, perfis de consumo que não combinam e necessidades distintas.

Para um casal se manter na linha, financeiramente falando, a principal recomendação é praticar o diálogo, sugere o sócio-fundador do Dinheirama.com, Conrado Navarro. Muitas vezes os casais simplesmente não querem conversar, quando o assunto é dinheiro, o que pode acabar gerando muitos conflitos, além de se perderem muitas oportunidades de economizar.

Sim, economizar. As economias que se pode fazer pelo simples fato de ser um casal são inúmeras e podem atingir diversos aspectos da vida, desde um pequeno desconto em compras até em grandes economias decorrentes de um orçamento financeiro bem estruturado.

Veja abaixo dicas que ajudam a manter o casal financeiramente feliz:

  • Conta conjunta - apesar de a conta conjunta ser um assunto bastante polêmico, ela tende a trazer muito mais benefícios do que problemas. De acordo com Navarro, a conta conjunta cria um vínculo entre o casal, fazendo com que o objetivo de ambos se volte para o mesmo lugar. Se os dois estiverem com o mesmo foco, buscando os mesmos resultados, será muito mais simples que ambos contribuam com as finanças do casal.
  • Responsabilidades - outro conselho de Navarro é que o casal não deixe que a responsabilidade financeira recaia apenas sobre um dos dois. É claro que um pode ter mais afinidade com o assunto dinheiro do que o outro, mas deixar que apenas um dos dois assuma toda a responsabilidade de como guiar as finanças dentro de casa pode não ser completamente benéfico. 
    Na prática, se só um se responsabiliza pelas contas, o outro pode não se preocupar com os gastos, o que atrapalhará completamente o orçamento mensal.
  • Dividindo as tarefas - de fato, não é saudável, financeiramente falando, deixar que toda a responsabilidade financeira fique a cargo de apenas um dos dois, porém, a educadora financeira Alessanda Bonafé lembra que é preciso que cada um dos dois tenha suas tarefas determinadas.
    “É importante definir quem vai ao banco e quem será responsável por fazer a planilha mensal, por exemplo, caso contrário, um deixa para o outro fazer e acaba não saindo nada”, afirma Alessandra.
  • Duas cabeças pensam melhor do que uma - mulheres são tradicionalmente boas pessoas para fazer compras nos supermercados e os homens, por sua vez, têm muito mais afinidade com assuntos relacionados a automóveis.
    Na vida a dois, tire o máximo proveito do fato de cada um ter mais afinidade com um assunto do que com outro. Deixe que ela assuma o comando quando o assunto é compras do mês, se isso for algo que ela domine, e deixe que ele decida quando o tema é carro. Isso vale para todos os aspectos, é só descobrir qual é o forte de cada um.
  • Altere o perfil do seguro do carro - o prêmio do seguro do carro leva em conta algumas características dos motoristas, entre eles, se o segurado é casado ou não. O seguro entende que pessoas casadas estão em uma fase mais tranquila da vida e que, portanto, estão menos propensas a se envolver em acidente.
    Por conta disso, ao se casar, ligue para seu corretor e avise que você não está mais na classificação ‘solteiro’ e exija seu desconto.
  • Observe as promoções - Lembre-se de que o comércio sempre pratica promoções exclusivas para casais, então, tente se aproveitar disso. Fazer cursos juntos ou mesmo passar um dia em um spa a dois dará a vocês mair poder de barganha na hora de negociar os preços.
  • Investimento em conjunto - quanto mais dinheiro uma pessoa tiver, mais aumentam as possibilidades de aproveitar as opções oferecidas pelo mercado financeiro. Assim, considerar juntar a poupança dos dois pode render mais frutos do que se aplicar de forma separada.
  • Reunião mensal - por mais bem feito que um orçamento mensal seja feito, ele requer ajustes frequentes, já que muita coisa pode mudar ao longo do mês. Mais que uma dica, é quase uma obrigação que os casais sentem ao menos 1 vez ao mês para alinhar o orçamento.
  • Tenha os mesmos objetivos - ele chega em casa anunciando que comprou um carro e ela, por sua vez, informa ao parceiro que está grávida. Quando você deixa de ser um solteiro descomprometido para entrar no mundo dos casais, é preciso alinhar os objetivos.
  • Divida o mesmo bem - pensar em estratégias em que você possa dividir um mesmo bem com seu companheiro ajuda a economizar e também a criar dinheiro para fazer ou comprar outras coisas. Alessandra cita um caso em que um casal decidiu dividir o mesmo carro e vendeu o outro, decisão que ajudou a comprar um imóvel.
Hospedagem: UOL Host