! Tarifa de metrô no Brasil supera a de Argentina e Chile, revela estudo - 16/03/2012 - InfoMoney
 

16/03/2012 - 16h24

Tarifa de metrô no Brasil supera a de Argentina e Chile, revela estudo

SÃO PAULO – Estudo revela que a tarifa do metrô no Brasil supera os valores cobrados em outros países da América Latina, como na Argentina e no Chile. Se em São Paulo a tarifa normal é de R$ 3, em Buenos Aires, os passageiros pagam R$ 1,05 e, em Santiago, pagam R$ 2,40, no máximo.

O levantamento é do professor Alcides Leite, da Trevisan Escola de Negócios. O economista verificou também que os preços em Buenos Aires e Santiago são inferiores ao que é cobrado no Rio de Janeiro, de R$ 3,10.

No mundo
Já em comparação a Nova York, os preços no Brasil são mais baratos. Na cidade norte-americana, o bilhete de viagem única custa R$ 4,53. No entanto, os nova iorquinos têm a opção de adquirir um bilhete válido por 30 dias pelo valor de R$ 188,24. Dessa forma, quem faz duas viagens por dia, durante os 30 dias, acaba pagando R$ 3,13 a passagem.

Em São Paulo, as mesmas duas viagens por dia, durante 30 dias, custam R$ 180 e, no Rio de Janeiro, custam R$ 186. Comparando com a Europa, a situação no Brasil não é tão ruim. Em Madri, por exemplo, 10 viagens para qualquer lugar da cidade custam R$ 35,55, ou seja, R$ 3,55 cada viagem. Porém, se quiser comprar apenas um único bilhete, é preciso desembolsar R$ 4,74.

Já em Paris, o bilhete unitário custa R$ 4,03 e uma caderneta com 10 bilhetes sai por R$ 30,10. Em Londres, uma viagem custa R$ 12,24, mas com cartão pré-pago cai para R$ 5,70. Por fim, em Tóquio, o preço do bilhete varia em função da distância percorrida. A viagem mais curta, de 1 a 6 quilômetros, sai por R$ 3,50.