! Fundador da Cyclades Corporation dá 5 lições de sucesso para sua empresa - 04/09/2012 - InfoMoney
 

04/09/2012 - 08h16

Fundador da Cyclades Corporation dá 5 lições de sucesso para sua empresa

SÃO PAULO - Quando um negócio está começando, muitas são as dúvidas que afligem o empreendedor, afinal, um pequeno deslize pode colocar toda uma operação em risco. Hoje, não atender as solicitações dos clientes, ser inflexível diante do mercado e agir por ego ou orgulho são algumas das ações que podem levar o mais promissor empreendimento ao mais completo fracasso. Mas não somente isto: deixar de obedecer o planejamento financeiro também pode se revelar um grande problema no longo prazo.

Segundo Daniel Dalarossa, sócio-fundador da Cyclades Corporation, primeira empresa brasileira de tecnologia da informação que conseguiu crescer mundialmente, muitas companhias que estão começando no mercado ainda falham em seus planejamentos financeiros.

“Na medida que o ego do empreendedor cresce, ele deixa de consultar o time e passa a se arriscar mais, e é neste momento que ele tropeça feio no mundo dos negócios”, diz Dalarossa, que garante que a vaidade costuma ser a maior inimiga de um empresário.

“Deixar de olhar os custos programados para a empresa para investir de forma irracional em anúncios e campanhas não é o mais adequado. É aí que o endividamento começa”, garante o empresário.

Ansiedade só atrapalha
Mas como frear então a ansiedade por lucros e resultados? Simples, aguardando o tempo certo para o sucesso do empreendimento.

“Consolidar uma marca no mercado pode levar cinco anos ou mais. Contudo, a internet e as mídias sociais podem encurtar, e muito, esse tempo”, diz o empresário, que mesmo sabendo das dos benefícios da rede ainda se preocupa com os jovens empresários que almejam o sucesso e o reconhecimento do dia para a noite.

“Minha preocupação é que os jovens fiquem contaminados pela promessa de que é possível se tornar bilionário rápido demais com negócios ‘moralmente’ vazios. Eles não podem se esquecer que o propósito de um negócio é criar e manter clientes", avalia.

Antes de começar a Cyclades, Dalarossa lembra que leu um artigo de um “expert”, que afirmava que o tempo médio para uma empresa alcançar o sucesso era de dois anos. “Se eu tivesse seguido o tal expert jamais teria alcançado o sucesso, pois nossa empresa já tinha ultrapassado este tempo sem atingir os resultados esperados. Decolamos apenas dois meses depois desta data, quando experimentamos uma completa reviravolta em nossa empresa”, conta o empresário.

A Cyclades chegou a possuir mais de 14 filiais pelo mundo e se tornou líder no segmento de TI, no mercado de gerenciamento de infraestrutura de rede “Out of Band”. Em 1991, a empresa foi transferida para o Vale do Silício, nos Estados Unidos onde foi vendida em 2006 por aproximadamente US$ 100 milhões.

O sucesso em 4 lições

Mantenha a motivação alta e o sonho de conquista vivo: a máxima é válida para qualquer empreendedor, mas se adequa, principalmente, aos pequenos, que não podem nem sonhar em deixar a ‘peteca cair’. Segundo Dalarossa, a motivação é o centro de tudo e de nada adiantam bons planos se não houver vontade de vencer. “O brilho nos olhos, a conquista dos sonhos e a paixão por empreender devem ser sempre cultivados”, diz.

Faça a lição de casa: o velho plano de negócios ainda vale como nunca: pesquise, analise, planeje e colete todas as informações sobre o mercado, clientes e concorrentes. Esteja preparado para articular sua historia, seu modelo de negócios e seus planos à qualquer um, principalmente às pessoas que tenham acesso ao capital. Você pode precisar deles quando menos esperar.

Prepare-se para um longo inverno: ao abrir uma empresa o empreendedor precisa ter em mente que nem toda árvore dá frutos imediatamente. Por isso, para sobreviver no período entre a abertura do negócio e sua consolidação, o empresário precisa se resguardar quanto ao custo fixo de sua operação. Hoje, muitas companhias - inclusive aqueles com grande capital de investimento - falham por não conseguir manter viva uma operação. Assim, fuja dos riscos e planeje-se.

Espere pelas mudanças: nem sempre será possível prever todas as situações que sua empresa poderá enfrentar. Invariavelmente algo que foi planejado irá mudar, em contrapartida, novas oportunidades poderão surgir. “O empreendedor precisa ser ágil e desprendido para executar as mudanças necessárias à tempo. Ele precisa se readaptar e agarrar as oportunidades que se apresentam mesmo que tais mudanças possam ferir seu ego”, diz Dalarossa.