! SP: custo de vida sobe mais para as famílias de baixa renda - 05/09/2012 - InfoMoney
 

05/09/2012 - 12h43

SP: custo de vida sobe mais para as famílias de baixa renda

SÃO PAULO - O custo de vida na capital paulista, em agosto deste ano, subiu mais para as famílias de baixa renda, devido, especialmente, ao aumento de 64% nos itens que compõe o grupo Alimentação.

O ICV (Índice de Custo de Vida) do Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos), divulgado nesta quarta-feira (5), mostra que, no oitavo mês do ano, o custo de vida para as famílias de menor renda (estrato 1), cujo ganho mensal é de R$ 377,49*, subiu 25%, desacelerando 0,31 ponto percentual, em relação a julho, quando a variação foi de 0,56%.

Para esta faixa de renda, além dos gastos com Alimentação, que contribuíram com 0,25 ponto percentual na taxa do custo de vida, também pesaram os aumentos nos grupos Saúde (0,17%) e Despesas Pessoais (0,18%).

Rendas mais elevadas
Já para as famílias com renda média, de R$ 934,17*, inseridas no estrato 2, a alta do ICV ficou em 0,20%, ante acréscimo de 0,45% em julho. Neste caso, um dos principais impactos também veio da alta de 0,58% na Alimentação, que contribuiu com 0,20 ponto percentual para a taxa do grupo nesta classe de renda.

Para as famílias de alta renda (estrato 3), que possuem ganho mensal na faixa de R$ 2.792,90*, o grupo Alimentação (0,64%) também foi a maior influência para a alta de 0,18%, com contribuição de 0,16 ponto percentual no cálculo da taxa do custo de vista.

Impactos
Confira as variações do custo de vida, conforme os grupos de despesas, para cada estrato social na tabela a seguir:

ICV por estrato de renda em Agosto
ItemEstrato 1Estrato 2 Estrato 3
Alimentação+0,64%+0,58%+0,64%
Despesas Diversas-0,65%-0,65%-0,58%
Despesas Pessoais+0,18%+0,21%+0,08%
Educação e Leitura+0,06%+0,08%+0,06%
Equipamento Doméstico-0,16%-0,25%-0,08%
Habitação-0,18%-0,11%-0,02%
Recreação+0,27%+0,44%+0,48%
Saúde+0,17%+0,15%+0,16%
Transportes+0,19%-0,03%-0,02%
Vestuário-0,01%0,00%-0,28%
TOTAL+0,25%+0,20%+0,18%
Fonte: Dieese