! Empresário brasileiro está entre os mais otimistas do mundo - 24/10/2012 - InfoMoney
 

24/10/2012 - 16h59

Empresário brasileiro está entre os mais otimistas do mundo

SÃO PAULO - Os empresários brasileiros estão na 8ª posição no ranking mundial de otimismo, realizado pelo IBR (International Business Report) 2012 no terceiro trimestre deste ano. Na contramão da média global, que atingiu o nível mais baixo desde 2009, o País teve aumento de 5 pontos percentuais na comparação com o trimestre anterior, com mais de 66% dos empreendedores otimistas sobre os próximos 12 meses.

A pesquisa ainda revela que 72% dos líderes consultados esperam aumentar as receitas e 52% preveem maior lucratividade, percentuais bem acima da média global de 47% e 33%, respectivamente. As perspectivas com relação aos empregos nas empresas também é positiva. Cerca de 40% dos entrevistados esperam contratar, porém o índice caiu 15% que o apresentado na pesquisa do segundo trimestre.

“O governo tem demonstrado a intenção de trabalhar nas questões prioritárias, além do consumo, para estimular o crescimento como, por exemplo, as parcerias com a iniciativa privada no setor de infraestrutura e a desoneração do custo de energia. Esses pontos demonstram que o País pode alcançar um crescimento sustentável de longo prazo”, diz o managing partner da Grant Thornton Brasil, Paulo Sérgio Dortas.

A América Latina também teve destaque positivo, com 64% de líderes otimistas com o futuro. O índice apresentou aumento de 15% em relação aos três meses anteriores. Na contramão, os países do G7 (Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido) tiveram a maior queda no nível de otimismo, com -4%.

Índices mundiais
O estudo realizado com mais de 12 mil empresas em 40 países mostra que os índices de otimismo com a economia global despencaram para 13%, na comparação anual. Os resultados trimestrais foram ainda mais baixos, registrando otimismo global de 8%, uma queda de 15% em comparação ao segundo trimestre.

Entre os países com os menores níveis de otimismo estão: Japão (-65%), Espanha (-64%), Finlândia (-48%), França (-44%) e a Itália (-24%). No terceiro trimestre, a Finlândia foi o País que apresentou a maior queda no otimismo, com -76%. Nos Estados Unidos, o otimismo caiu 31%, passando de 50%, registrados no segundo trimestre, para 19%.

Já os empresários mais otimistas estão no Peru (91%), Bósnia e nas Filipinas (ambos com 84%), Emirados Árabes (80%), Chile e no México (os dois com 78%) e na Índia (68%).

Acesso ao crédito
A pesquisa também aponta que mais de 70% dos empresários pretendem deixar o crédito mais acessível em suas empresas e 72% se sentem apoiados pelos credores. Ainda, mais da metade dos empresários têm planos de investimentos em máquinas e equipamentos.