UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/12/2009 - 11h33

Pão de Açúcar e Casas Bahia criam gigante do varejo

SÃO PAULO - A Companhia Brasileira de Distribuição (CBD, que é o nome formal do grupo Pão de Açúcar), por meio da Globex, e a Casas Bahia fecharam um "acordo de associação", criando um gigante do varejo com mais de R$ 18,5 bilhões em faturamento bruto anual.

 

Pelos termos do negócio, o Pão de Açúcar/CBD deverá transferir para a Globex, pelo valor de R$ 120 milhões, todos os estabelecimentos comerciais onde atualmente são operados negócios de varejo de bens duráveis (lojas Extra Eletro).

Esse acordo não abrange os negócios de bens duráveis operados pela CBD em seus supermercados e hipermercados.

Já as Casas Bahia constituirão uma nova sociedade, por ora chamada de Nova Casas Bahia, mediante a conferência de ativos e passivos operacionais, com valor aproximado de R$ 950 milhões.Ficam de fora desse acordo imóveis da Casa Bahia, participações em sociedades e determinados passivos.

Finda essa etapa, a totalidade do capital social da Nova Casas Bahia será transferida para o patrimônio da Globex, por meio de incorporação de ações ou mediante outra estrutura que as partes venham a achar mais eficiente.

O comunicado ressalta que a Globex permanecerá como companhia aberta, com suas ações negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa).

Ontem, antes da formalização do negócio, os papéis ON da Globex dispararam mais de 35%. Concluída a integração dos negócios de varejo da Globex e Casa Bahia, o Pão de Açúcar/CBD terá uma participação majoritária no capital votante e total de Globex, sendo titular de 50% das ações ON mais uma ação.

Já as Casas Bahia serão titulares de 47,8429% das ações ON e 2,2186% das ações PN, as quais serão conversíveis em ações ordinárias ou resgatáveis, conforme resultado da Oferta Pública de Aquisição (OPA) que a CBD fará como parte da compra da Globex, negócio fechado em junho.

A intenção das empresas é que as Casas Bahia atinjam uma participação de 49% no capital votante de Globex.

A associação também vale para negócios de comércio eletrônico de bens duráveis, mas o modelo de transferência ainda não foi acertado.

Sabe-se que como resultado dessa integração as Casas Bahia terão uma participação societária de 17% do capital social da nova empresa, chamada de Nova PontoCom.As empresas estimam que a associação seja implementada no prazo de até 120 dias, sendo que a integração dos negócios de varejo e comércio eletrônico será realizada simultaneamente.

O Pão de Açúcar/CBD terá o maior número de cadeiras no Conselho de Administração da Globex. Por indicação da CBD, o presidente do Conselho de Administração será o Michael Klein, atual presidente da Casas Bahia.

(Eduardo Campos | Valor)

Hospedagem: UOL Host