! Lima Neto nega que tenha sofrido pressão para baixar o spread do Banco do Brasil - 08/04/2009 - UOL Economia
 

08/04/2009 - 15h05

Lima Neto nega que tenha sofrido pressão para baixar o spread do Banco do Brasil

Da Agência Brasil
O presidente do Banco do Brasil, Antonio Francisco de Lima Neto, afirmou que a sua saída do cargo, anunciada hoje (8), não tem a ver com denúncias de irregularidades na compra de carteiras de outras instituições.

Ele também negou ter sofrido pressão do governo para baixar o spread, que é a diferença entre a taxa de juros que os bancos pagam para obter dinheiro e a que eles cobram para emprestar. "Minha experiência com a União sempre foi pautada pelo profissionalismo", afirmou.


"É a primeira vez que eu ouço isso", disse. Lima Neto acrescentou que as compras de instituições e de carteiras de crédito pelo Banco do Brasil foram feitas dentro de "boas práticas", com análises de risco. "Não temos nada que ver qualquer sinal amarelo de falhas na aquisição de carteira".

Aldemir Bendine, que assume no lugar de Lima Neto, negou que seja filiado o PT ou que tenha qualquer ligação partidária. Bendine é funcionário de carreira do BB há 30 anos e, até então, era vice-presidente de Cartões e Novos Negócios de Varejo da instituição.

Bendine disse que vai buscar a queda do spread. "Estamos entrando em uma economia cada vez mais sólida e vamos combater do ponto de vista da rentabilidade a queda do spread, com o aumento de volume [de crédito]".