! Eike Batista entra na lista da "Forbes" e Warren Buffett desbanca Bill Gates - 05/03/2008 - EFE - Economia

UOL EconomiaUOL EconomiaÚltimas Notícias
UOL BUSCA

05/03/2008 - 22h24

Eike Batista entra na lista da "Forbes" e Warren Buffett desbanca Bill Gates

Nova York, 5 mar (EFE) - O empresário Eike Batista entrou pela
primeira vez para a lista de bilionários elaborada pela revista
especializada "Forbes" e se posicionou no 142º lugar da relação, com
US$ 6,6 bilhões, enquanto a maior fortuna do mundo pertence ao
investidor americano Warren Buffett, com US$ 62 bilhões.

A publicação divulgou hoje sua relação de "multimilionários" em
nível mundial, na qual figura em segundo lugar o empresário mexicano
Carlos Slim e família, com uma fortuna de US$ 60 bilhões, US$ 11
bilhões a mais que em 2007.

OS MAIS RICOS DA 'FORBES'
1) Warren BuffettEUA62
2) Carlos SlimMéxico60
3) Bill GatesEUA58
77) Antônio Ermírio de MoraesBrasil10
101) Joseph SafraBrasil8,8
142) Eike BatistaBrasil6,6
160) Dorothéa SteinbruchBrasil6,1
172) Jorge Paulo LemannBrasil5,8
NomePaísFortuna (US$ bi)
Entre as duzentas maiores fortunas do mundo, de acordo com a publicação, há cinco brasileiros.

O mais bem posicionado é o empresário Antônio Ermírio de Moraes, presidente do Conselho de Administração do Grupo Votorantim, que ficou na 77ª colocação, com US$ 10 bilhões. No ano passado, Antônio Ermírio de Moraes terminou em 226º lugar, com US$ 3,9 bilhões.

O segundo brasileiro mais bem colocado é o banqueiro Joseph Safra, do Banco Safra, que ficou em 101º lugar, com US$ 8,8 bilhões.

Em 2007, o empresário terminou na 119ª posição, com US$ 6 bilhões.

Seu irmão, Moise Safra, aparece bem abaixo, na 412ª posição, com US$ 2,8 bilhões. Ele caiu bastante em relação a 2007, quando ficou em 314º lugar, com US$ 2,9 bilhões.

Eike Batista, em 142º lugar, superou Dorothéa Steinbruch, da Companhia Siderúrgica Nacional, que ficou na 160ª colocação, com US$ 6,1 bilhões. Em 2007, ela terminou em 557º lugar, com uma fortuna estimada em US$ 1,8 bilhão.

Seu irmão, Eliezer Steinbruch, aparece na relação em 260º lugar, com US$ 4 bilhões. No ano passado, ele ficou na 799ª colocação, com US$ 1,2 bilhão.

Por último na lista dos duzentos mais bem colocados da "Forbes" está Jorge Paulo Lemann, um dos dirigentes da InBev, na 172ª posição, com US$ 5,8 bilhões. No ano passado ele estava em 165º lugar na lista, com US$ 4,9 bilhões.

O número um da lista, Warren Buffett, desbancou Bill Gates, fundador da Microsoft, que ocupou o topo da lista por mais de uma década, anunciou hoje a revista "Forbes".

Gates caiu dois postos em relação ao ano anterior e ocupa a terceira posição neste seleto clube dos mais ricos do mundo, com US$ 58 bilhões, US$ 2 bilhões a mais que em 2007.

O presidente da publicação, Steve Forbes, ressaltou em entrevista coletiva que há um paradoxo, já que Buffett chega à cúpula dos mais ricos em um momento no qual está se despreendendo de sua fortuna, com contribuições milionárias a entidades como a Fundação Gates.

A ascensão de Buffett, de 77 anos de idade, se deve em grande parte à revalorização das ações de sua firma financeira, Berkshire Hathaway, que controla várias empresas em diversos setores.

A fortuna que a "Forbes" atribui a Buffett é US$ 10 bilhões superior à do ano anterior.

"O ano passado foi incrível na economia em nível global e isso se reflete nesta lista", indicou a revista, que precisou que a lista teve um número recorde de 1.125 bilionários este ano, 226 a mais que em 2007 e quase o dobro em relação há quatro anos.

A riqueza líquida total estimada para todos eles chega a US$ 4,4 trilhões, 25% a mais que no ano anterior.

Entre os dez mais endinheirados estão quatro empresários indianos e o mais rico deles é o magnata do aço Lakshmi Mittal, com uma fortuna de US$ 45 bilhões.

Os irmãos Mukesh e Anil Ambani, com US$ 43 bilhões e US$ 42 bilhões respectivamente, seguem os passos de Mittal e ocupam a quinta e sexta posição da lista.

A contribuição indiana à dezena dos mais ricos termina com o promotor imobiliário KP Singh, na oitava posição, com uma fortuna de US$ 30 bilhões, que subiu 54 postos em relação a 2007.

Ingvar Kamprad, empresário sueco e fundador da empresa Ikea, aparece em sétimo com uma fortuna de US$ 31 bilhões.

A relação dos dez mais ricos do planeta se completa com o magnata russo do alumínio Oleg Deripaska, no nono lugar e uma fortuna de US$ 28 bilhões, e com o empresário alemão Karl Albrecht, em décimo e uma riqueza de US$ 27 bilhões.

Os multimilionários deste ano procedem de 54 países e entre eles há pela primeira vez dois empresários negros da África: o nigeriano Aliko Dangote, em 334º e ligado ao comércio de matérias-primas, com US$ 3,3 bilhões, e o sul-africano Patrice Motsepe, em 503º, com US$ 2,4 bilhões.

Os autores da "Forbes" destacam que a relação reflete também como se estende a presença de endinheirados em mercados emergentes e destacam que a Rússia, com 87 multimilionários, substitui a Alemanha como o segundo país com mais ricos, depois dos Estados Unidos.

Eles indicam ainda que 70% das novas incorporações à relação deste ano vêm de Rússia, Índia, China e Estados Unidos.

Cerca de 50 multimilionários têm menos de 40 anos e o mais jovem é Mark Zuckerberg, de 23 e fundador do site de relacionamento Facebook, que ocupa o posto 785º na relação com US$ 1,5 bilhão.

A mulher mais rica do mundo é a francesa Liliane Bettencourt, em 17º com US$ 22,9 bilhões e na China a mais endinheirada é também uma representante do sexo feminino, Yang Huiyan, de 26 anos, com US$ 7,4
bilhões.

Para entrar nesta seleta lista, os candidatos devem contar com uma riqueza líquida superior a US$ 1 bilhão.

Bovespa Fonte: Thomson Reuters

Gráfico Bovespa

66910,711,14%

Mais bolsas

Cotações anteriores

Dolar Fonte: Thomson Reuters

Gráfico Dolar Comercial

R$ 1,569 -0,44%

Conversor de moedas

Mais sobre câmbio

Cotações anteriores

Hospedagem: UOL Host