! Com aquisição, EDP dá 1° passo em energia eólica no Brasil - 12/06/2008 - Lusa - Economia

UOL EconomiaUOL EconomiaÚltimas Notícias
UOL BUSCA

12/06/2008 - 16h15

Com aquisição, EDP dá 1° passo em energia eólica no Brasil

Lisboa, 12 jun (Lusa) - A aquisição da empresa brasileira Cenaeel constitui o "primeiro passo" para a estratégia de expansão da EDP Renováveis no Brasil, destacou nesta quinta-feira o presidente da Energias do Brasil, subsidiária da empresa portuguesa, António Pita de Abreu.

"É inevitável o desenvolvimento do potencial eólico do Brasil, por isso queremos estar bem posicionados no mercado, como um corredor pronto para iniciar uma corrida", salientou Pita de Abreu em entrevista coletiva em São Paulo.

O grupo EDP ? Energias de Portugal ? anunciou hoje em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores MObiliários (CMVM) o seu primeiro investimento em energia eólica no Brasil, num total de R$ 51 milhões, na aquisição de 100% das ações da Central Nacional da Energia Eólica (Cenaeel), empresa com atuação no Estado de Santa Catarina.

Trata-se de um investimento pioneiro em eólica no Brasil do grupo EDP, que recentemente realizou a venda de capital da sua unidade de energias renováveis, a EDP Renováveis, com encaixe de 1,8 bilhão de euros.

"É um passo simbólico também porque que adquirimos a primeira empresa a investir em energia eólica no país", salientou o presidente da empresa brasileira controlada pela EDP.

"Gostamos de estar com os pioneiros da energia eólica no Brasil, com quem tem uma visão de futuro e uma capacidade empreendedora", acrescentou.

Criada em 2002, a Cenaeel detém atualmente dois parques eólicos com capacidade de produção de 14 MW e projetos futuros de implantação de outros 70MW, no Estado de Santa Catarina.

A aquisição da Cenaeel foi feita pela EDP Renováveis Brasil, empresa criada a partir da parceria entre a Energias do Brasil e a EDP Renováveis.

A EDP Renováveis Brasil funcionará como plataforma de crescimento do grupo português no mercado eólico brasileiro.

Além da aquisição da Cenaeel, na área de eólicas, o grupo EDP tem uma parceria com a empresa estatal Cemig, do Estado de Minas Gerais, para a realização de estudos de viabilidade para implantação de 500MW.

O grupo português também assinou recentemente um protocolo de colaboração com o governo do Estado do Espírito Santo para estudos de projetos em dois parques eólicos, num total de 200MW.

A aquisição da Cenaeel pela EDP Renováveis Brasil precisará ainda ser aprovada pelas autoridades brasileiras do setor elétrico.

Um estudo do Ministério das Minas e Energia indica que o potencial do Brasil na produção de energia eólica é de 143.000MW.

No fim do ano passado, os parques eólicos já implantados no Brasil somavam 247,5MW, o que representa cerca de 0,2% do potencial total.

A Energias do Brasil controla empresas de distribuição (Bandeirante, Escelsa e Enersul), produção (Enernova, Energest, Lajeado e Enerpeixe) e de comercialização de energia (Enertrade).

Bovespa Fonte: Thomson Reuters

Gráfico Bovespa

66910,711,14%

Mais bolsas

Cotações anteriores

Dolar Fonte: Thomson Reuters

Gráfico Dolar Comercial

R$ 1,569 -0,44%

Conversor de moedas

Mais sobre câmbio

Cotações anteriores

Hospedagem: UOL Host