UOL EconomiaUOL EconomiaÚltimas Notícias
UOL BUSCA

BOLSAS

CÂMBIO

12/06/2009 - 20h18

Bancos brasileiros têm elevada resistência em meio à crise, diz BC

SÃO PAULO - Os bancos brasileiros " apresentam elevada resistência às variações nos principais fatores de risco " , de acordo com o Relatório de Estabilidade Financeira elaborado pelo Banco Central, com dados relativos ao segundo semestre de 2008. A conclusão se baseia nos resultados de testes de estresse aplicados pelo BC e que avaliam " impactos causados por oscilações no risco de crédito e nas taxas de juros e de câmbio " .

Mesmo com a crise no sistema financeiro internacional, que se agravou justamente na segunda metade do ano passado, os bancos brasileiros melhoraram seu perfil de risco. O Índice de Basileia, razão entre o patrimônio de referência e o volume de empréstimos, aumentou de 15,5% para 17,5%, na média, no período analisado - sendo que atingiu 17,8% nas 114 instituições que efetivamente participaram dos testes de estresse.

A autoridade monetária exige Índice de Basileia mínimo de 11% e avalia que esse aumento durante o semestre foi " influenciado por fatores como o ágio nas incorporações e fusões no período, a constituição de crédito tributário e algumas mudanças normativas " . Abaixo de 11%, diz o BC, só em um cenário com choques nas taxas de juros, de câmbio e elevação de risco de crédito. Mesmo assim, nesse teste, o índice ficou em 10,7%, ainda superior ao recomendado internacionalmente, de 8%. Nota do BC acrescenta que outros testes, sobre o volume de liquidez dos bancos, " demonstraram que as instituições mantiveram, ao longo do segundo semestre, recursos disponíveis suficientes para fazer frente aos seus compromissos, mesmo nas situações de estresse analisadas " . (Valor Online)

Bovespa Fonte: Thomson Reuters

Gráfico Bovespa

66910,711,14%

Mais bolsas

Cotações anteriores

Dolar Fonte: Thomson Reuters

Gráfico Dolar Comercial

R$ 1,569 -0,44%

Conversor de moedas

Mais sobre câmbio

Cotações anteriores

Hospedagem: UOL Host