UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/11/2011 - 15h35

Barclays inicia cobertura da Multiplus com recomendação neutra

SÃO PAULO - O Barclays iniciou nesta terça-feira a cobertura da Multiplus com recomendação "neutra" para os papéis da companhia, que atua como fidelizadora de clientes para uma rede de empresas parceiras.

O preço-alvo em 12 meses apresentado para as ações é de R$ 34. Ontem, esses papéis fecharam em R$ 29.

Em relatório, o Barclays destaca que os programas de fidelização ainda estão em estágio inicial no Brasil e, com os gastos com cartão de crédito crescendo 20% ao ano, o panorama para a Multiplus parece promissor.

No entanto, os investidores também devem levar em conta o lado da oferta. "A Multiplus, no fim das contas, é uma distribuidora de capacidade ociosa da TAM (e revendedora de outros bens e serviços) e, portanto, sua capacidade de crescer é em grande parte limitada pela expansão de assentos oferecidos pela companhia aérea", destacam os analistas Henrique Caldeira, Roberto Savaris e Daniel Spielberg.

Além disso, o Barclays considera que a fusão com a Lan Airlines ? originando a Latam ? apresenta mais riscos do que oportunidades. "Os custos da Multiplus são uma função direta do custo de oportunidade da TAM", explicam os analistas.
Para eles, a receita do transporte de passageiros por assento-quilômetro disponível (Prasks) da TAM esteve sob pressão significativa no segundo trimestre, e a orientação da Lan é manter uma alta taxa de ocupação e Prask superiores. "Qualquer melhoria na gestão de receitas da TAM deve se traduzir em custos mais elevados para a Multiplus."
Por essas razões, o Barclays assume uma moderação nas taxas de crescimento, um caminho incerto para as margens e um gradual declínio da rentabilidade na Multiplus.

(Marina Falcão | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host