PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Acordo do G7 ajuda a tributar empresas que se beneficiam de paraísos fiscais, explica economista

07/06/2021 11h26

Na cúpula do G7, os sete países mais ricos do mundo se comprometeram com um imposto mínimo global, direcionado às grandes empresas. Reino Unido, França, Alemanha, Itália, Japão, Estados Unidos e Canadá acordaram uma alíquota mínima de 15 por cento para empresas internacionais, visando, principalmente, os grandes grupos de tecnologia norte-americanos. A decisão foi anunciada após o encontro entre os ministros das finanças de cada nação do grupo, durante os dois dias da cúpula anual, que aconteceu em Londres. O acordo deve ser finalizado e formalizado na cúpula do G20, que está marcada para julho, em Veneza, na Itália. Gabriela Chavez, colunista do UOL e economista, analisa o acordo.