PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Carla Araújo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Temer incentiva candidatura de Tebet em 2022 e defende semipresidencialismo

Temer e Simone Tebet fazem reunião em São Paulo - divulgação/reprodução
Temer e Simone Tebet fazem reunião em São Paulo Imagem: divulgação/reprodução
Carla Araújo

Jornalista formada em 2003 pela FIAM, com pós-graduação na Fundação Cásper Líbero e MBA em finanças, começou a carreira repórter de agronegócio e colaborou com revistas segmentadas. Na Agência Estado/Broadcast foi repórter de tempo real por dez anos em São Paulo e também em Brasília, desde 2015. Foi pelo grupo Estado que cobriu o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No Valor Econômico, acompanhou como setorista do Palácio do Planalto o fim do governo Michel Temer e a chegada de Jair Bolsonaro à Presidência.

Do UOL, em Brasília

20/07/2021 11h45

O ex-presidente Michel Temer e a senadora Simone Tebet (MDB-MS) tiveram um encontro ontem (19) em São Paulo, no qual discutiram a possibilidade de a senadora se lançar candidata à Presidência em 2022, no que seria uma opção à chamada terceira via.

Na reunião, que teve a participação do presidente do MDB, deputado Baleia Rossi, e do ex-ministro Carlos Marun, a pauta foi o papel do partido nas próximas eleições e o momento político atual.

Temer expressou sua admiração pelo trabalho da senadora Simone Tebet durante a CPI da Pandemia e estimulou que a correligionária se coloque como uma candidatura consensual com o objetivo de ser uma 3ª via nas eleições de 2022, que deve contar com o atual presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Lula como antagonistas.

Segundo Temer, a senadora "recebeu bem a ideia".

Já Simone Tebet, por sua vez, disse que a princípio é "candidata a ajudar o Brasil a sair da pandemia" e que pensava em concorrer à reeleição pelo Senado. "Mas obviamente que a gente não foge da responsabilidade. A gente que está na política tem sempre uma missão", disse.

Tebet afirmou ainda ter "certeza de que terá uma terceira via em 2022". "E, seja quem for, eu estarei com ela", afirmou.

À coluna, o presidente do MDB, Baleia Rossi teve um discurso de maior cautela e afirmou que a conversa de ontem foi "institucional". Segundo Baleia, antes de pensar em nomes do partido, o MDB quer lançar seu projeto denominado "Ponto de Equilíbrio. "Deve ser em agosto", disse.

Sobre o nome de Tebet, Baleia preferiu não cravar a escolha. "Ela é sem dúvida muito forte, mas não há nada definido ainda", disse o presidente do partido.

Defesa do semipresidencialismo

Temer reforçou sua simpatia pelo semipresidencialismo e, durante o encontro, fez uma defesa enfática do sistema político que defendeu ao longo de sua trajetória política.

"O semipresidencialismo acaba com a instabilidade política que temos vivido ao longo do tempo. Os governos são substituídos sem traumas institucionais. E a ideia é para 2026", disse Temer à coluna.

A pauta voltou a ser tratada com declarações do atual presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que tem defendido que o novo modelo possa ser discutido no Congresso para as eleições de 2026.