Só para assinantesAssine UOL
Opinião

Ibovespa: Pnad, inflação dos EUA e fala de Campos Neto são destaques do dia

Esta é a versão online da newsletter Por Dentro da Bolsa enviada hoje (22). Quer receber antes o boletim e diretamente no seu email? Clique aqui. Os assinantes UOL ainda podem receber dez newsletters exclusivas toda semana.

********

No Brasil, a taxa de desemprego recua e fica em 7,7% no terceiro trimestre de 2023, conforme dados da Pnad Contínua divulgada nesta quarta-feira (22). Houve um recuo de 0,4 ponto percentual em relação ao 2º trimestre do ano (8%) e queda de 1,0 ponto percentual ante o mesmo período de 2022 (8,7%). Além disso, investidores devem repercutir a fala de Roberto Campos Neto, de ontem. O presidente do Banco Central disse que o esforço fiscal do governo tem ajudado a autoridade monetária a reduzir a Selic. Segundo ele, o governo fez um "esforço muito grande" e "válido" nas contas públicas na saída da pandemia. Campos Neto ainda citou a queda da inflação com pouco custo à atividade econômica para dizer que o Brasil teve "um bom ano", o que os economistas chamam de "soft landing". Hoje ainda, ele dará uma palestra em evento promovido pela Frente Parlamentar pelo Mercado Livre, no Senado Federal, às 8h.

Nos EUA, investidores repercutem a ata da última reunião do Fomc (Comitê de Mercado Aberto) e os resultados da gigante de chips Nvidia. A ata mostrou que os dirigentes não descartaram a possibilidade de mais aperto monetário caso não haja progressos no processo de retomada da estabilidade de preços. Ainda assim, o mercado mantém uma aposta majoritária de que o Fed não voltará a subir juros no ciclo atual e fará cortes a partir de maio do ano que vem. As expectativas dos mercados continuam com uma probabilidade de 29% de corte nas taxas de juros em março e de 60% em maio. Quanto aos resultados da Nvidia, os lucros e receitas ajustados no terceiro trimestre superaram as expectativas, mas a empresa admitiu que as vendas para a China seriam significativamente reduzidas pelas restrições dos EUA. Ainda assim, a queda seria mais do que compensada pelo forte crescimento em outras regiões. Na agenda econômica, os investidores estarão atentos às encomendas de bens duráveis, aos pedidos semanais de seguro-desemprego e aos dados sobre o sentimento do consumidor. Lembrando que esta semana é mais curta em Wall Street por conta do feriado americano de Ação de Graças.

Na Europa, as bolsas operam com visão positiva. O mercado espera a atualização do quadro orçamentário britânico. O governo do Reino Unido deve adotar uma postura cautelosa na atualização das contas públicas que serão divulgadas hoje. Na semana mais curta nos EUA, por conta do feriado amanhã, os investidores também devem repercutir a ata do Fed divulgada ontem. Na agenda econômica, a Comissão Europeia informará a confiança do consumidor da zona do euro às 12h.

Na Ásia, as bolsas fecharam sem direção única, após ata Fed ter reforçado preocupações sobre a inflação nos Estados Unidos. Na China, o índice de Xangai consistiu em sessão em baixa de 0,79%, enquanto a referência dos negócios em Shenzhen alcançou 1,41%. Em Hong Kong, o Hang Sang ficou estável, já o Taiex, de Taiwan, cedeu 0,61%. O índice Nikkei, de Tóquio, avançou 0,29%. Na Coreia do Sul, o Kospi, de Seul, ganhou 0,05%.

Os preços do petróleo operam em baixa, com um aumento potencial dos estoques de petróleo bruto dos EUA anulando os ganhos desencadeados por cortes de oferta prováveis do grupo de produtores OPEP+. As cotações de minério de ferro na China fecharam em alta, impulsionadas pelo otimismo persistente sobre suporte adicional ao mercado imobiliário da China, embora o enfraquecimento do mercado de aço tenha limitado os ganhos na sessão da manhã.

A Vale (#VALE3) informou o valor bruto dos proventos aprovados em outubro, que permanecem em R$ 2,331661567 por ação, sendo R$ 1,565890809 por ação como dividendos e R$ 0,765770758 por ação como juros sobre o capital próprio, uma vez que não houve alteração do número de ações em circulação da companhia. O pagamento dos proventos será realizado no dia 1 de dezembro de 2023. A data com direito foi no dia 21 deste mês. Além disso, a Vale anunciou que concluiu o teste de processamento para a primeira fase do projeto Salobo III, com o complexo de Salobo atingindo uma capacidade de processamento superior a 32 milhões de toneladas por ano (Mtpa) por um período de 90 dias. Segundo a empresa, esta conquista é um marco importante no acordo de streaming de Salobo com a Wheaton Precious Metals International Ltd. (Wheaton International). Em 2019, a mineradora iniciou a construção do projeto de expansão Salobo III, com investimento de US$ 1,1 bilhão. Somada às plantas I e II, a capacidade de processamento agora ultrapassa 32Mtpa, e no momento está em ramp-up para atingir a capacidade total de 36Mtpa no 4T24.

A Petrobras (#PETR4) informou que atualizou (na casa dos centavos) o valor bruto por ação de dividendos e juros sobre capital próprio (JCP) do terceiro trimestre deste ano para R$ 1,3453475 por papel ordinário e preferencial. As ações já estão ex-JCP. E a segunda parcela do montante será paga no dia 15 de dezembro de 2023.

Por fim, o Conselho de Administração da Auren Energia (AURE3) aprovou a distribuição de dividendos extraordinários, com base em parte da reserva de lucros, em montante total de R$ 1,5 bilhão. O valor é equivalente a R$ 1,50 por ação ordinária de emissão da companhia. Terão direito aos dividendos declarados, os acionistas da companhia na data base de 08 de dezembro de 2023. As ações serão negociadas ex-dividendos a partir de 11 de dezembro de 2023. O pagamento dos dividendos será realizado em moeda corrente nacional, em parcela única, no dia 19 de dezembro de 2023.

************

Continua após a publicidade

Veja o fechamento de dólar, euro e Bolsa na terça-feira (21):

Dólar: 0,96 %, a R$ 4,8978
Euro: 0,68 %, a R$ 5,345
B3 (Ibovespa): -0,26 %, aos 125.626,03 pontos

NA NEWSLETTER UOL INVESTIMENTOS

Um novo fundo, que chegou recentemente à Bolsa brasileira, permite ganhar renda de até 1% ao mês com ações da Apple, Disney, Nike, Microsoft, Google e até da Berkshire Hathaway. E o melhor: dá para investir a partir de R$ 100. Na newsletter UOL Investimentos, você fica sabendo qual é esse fundo, como ele funciona e como investir nele. Para se cadastrar e receber a newsletter semanal, clique aqui.

Queremos ouvir você

Tem alguma dúvida ou sugestão sobre investimentos? Mande sua pergunta para uoleconomiafinancas@uol.com.br.

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

As opiniões emitidas neste texto são de responsabilidade exclusiva da equipe de Research do PagBank e elaboradas por analistas certificados. O PagBank PagSeguro e a Redação do UOL não têm nenhuma responsabilidade por tais opiniões. A única intenção é fornecer informações sobre o mercado e produtos financeiros, baseadas em dados de conhecimento público, conforme fontes devidamente indicadas, de modo que não representam nenhum compromisso e/ou recomendação de negócios por parte do UOL. As informações fornecidas por terceiros e/ou profissionais convidados não expressam a opinião do UOL, nem de quaisquer empresas de seu grupo, não se responsabilizando o UOL pela sua veracidade ou exatidão. Os produtos de investimentos mencionados neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão preencher o questionário de suitability para a identificação do seu perfil de investidor e da compatibilidade do produto de investimento escolhido. As informações aqui veiculadas não devem ser consideradas como a única fonte para o processo decisório do investidor, sendo recomendável que este busque orientação independente e leia atentamente os materiais técnicos relativos a cada produto. As projeções e preços apresentados estão sujeitos a variações e podem impactar os portfolios de investimento, causando perdas aos investidores. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de resultados futuros. Este conteúdo não deve ser reproduzido no todo ou em parte, redistribuído ou transmitido para qualquer outra pessoa sem o consentimento prévio do UOL.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes