Só para assinantesAssine UOL
Opinião

Ibovespa: Dados de emprego nos EUA são destaque e movimentam mercados

Esta é a versão online da newsletter Por Dentro da Bolsa enviada hoje (08). Quer receber antes o boletim e diretamente no seu email? Clique aqui. Os assinantes UOL ainda podem receber dez newsletters exclusivas toda semana.

********

No Brasil, não há dados econômicos relevantes no mercado local. Investidores devem voltar suas atenções para os números do mercado de trabalho dos EUA. Ontem o Ibovespa fechou em alta, puxado pelas ações da Vale e por empresas ligadas ao mercado interno. Os papeis da mineradora se beneficiaram do movimento de alta do minério, após os dados de exportação da China acima do esperado. A leve queda dos DIs futuros, por sua vez, ajudou as empresas dos setores de varejo e construção civil.

Nos EUA, os futuros dos principais índices acionários operam em alta. Hoje, o foco do mercado se voltará para o principal dado econômico da semana, o relatório de emprego (payroll) dos EUA. Os números devem testar a tese vigente no mercado, de pouso suave da economia, com juros reduzindo no primeiro semestre e inflação em queda. Além dos números do payroll, hoje ainda saem os dados de Michigan sobre expectativa de inflação e confiança do consumidor. O mercado acionário americano foi marcado ontem pela alta das ações de tecnologia, puxadas especialmente pelo otimismo em relação ao tema IA. As ações da AMD e da Google foram os destaques entre os grandes nomes do setor.

Na Europa, as bolsas operam majoritariamente em alta. Na Alemanha, o índice de preços ao consumidor (CPI) caiu 0,4% em novembro, em linha com as estimativas da Bloomberg. No acumulado dos últimos doze meses, o índice acumula alta de 3,2%. Assim como nas outras bolsas globais, os dados do payroll nos EUA devem ditar o dia das bolsas europeias.

Na Ásia, as bolsas fecharam de forma mista. No Japão, o Nikkei apresentou desvalorização de 1,5%. Pesou sobre a bolsa japonesa os rumores de que o Banco do Japão (BoJ) pode acabar com os juros negativos, o que levou a uma valorização do iene, prejudicando com isso as ações de empresas exportadoras. Outro fator que prejudicou o desempenho do mercado acionário do Japão foram os dados do PIB do terceiro trimestre, que mostraram uma queda 0,7% na atividade econômica, ante estimativas de queda de 0,5%. Em Hong Kong, o Hang Seng caiu 0,07%, enquanto na Coreia do Sul, o Kospi apresentou valorização de 1,03%. O Shangai Composto fechou em alta de 0,11%, e o Shenzen Composto caiu 0,13%.

O petróleo opera em alta, com o Brent a US$ 75,86 e o WTI a US$ 71,02. Com a alta, a commodity devolve parte da queda semanal, mas ainda há um temor de que uma desaceleração econômica global e maior produção nos EUA pese sobre o preço. O minério apresentou alta em Dalian, a US$ 135,34. A commodity sobe em meio aos dados de exportação maiores da China, expectativas de novos estímulos por parte do governo chinês e ao maior otimismo em relação à demanda por minério.

O Conselho de Administração da BRF aprovou a criação de um novo programa de aquisição de ações. O período de execução será entre 8 de dezembro de 2023 e 7 de junho de 2025. A empresa pretende adquirir até 14 milhões de ações ordinárias. Segundo a BRF, o programa visa o cumprimento das obrigações e compromissos assumidos pela Companhia no âmbito do Plano de Outorga de Opção de Compra de Ações, aprovado na Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária de 08 de abril de 2015, e do Plano de Outorga de Ações Restritas, aprovado na Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária de 08 de abril de 2015 e alterado em Assembleias Gerais posteriores.

A B3 anunciou suas projeções para 2024. O desembolso da companhia (despesas + investimentos) deve ficar entre R$ 2,6 a 2,9 bilhões. A alavancagem financeira (dívida bruta sobre Ebitda) deve atingir 2,0x o Ebitda. Por fim, a companhia pretende distribuir aos seus acionistas entre 90% e 120% do seu lucro líquido. A companhia ainda anunciou que o seu Conselho de Administração aprovou a criação de um novo programa de recompra de ações. O programa deve começar a partir de 1 de março de 2024, e devem ser adquiridas até 230.000.000 ações ordinárias. As ações adquiridas no âmbito do Programa de Recompra serão canceladas ou utilizadas para a execução do Plano de Concessão de Ações da Companhia.

Continua após a publicidade

A Multiplan comunicou o lançamento da 6ª expansão do MorumbiShopping com 13.141 m², incluindo a adição de 7.377 m² de ABL e uma readequação do mix de 5.764 m². Adicionalmente, o shopping revitalizará sua arquitetura, mobiliário e fachada. As obras estão previstas para iniciar em março de 2024, com inauguração prevista para o primeiro semestre de 2026.

************

Veja o fechamento de dólar, euro e Bolsa na quinta-feira (7):

Dólar: 0,14%, a R$ 4,9083
Euro: 0,42%, a R$ 5,3002
B3 (Ibovespa): 0,31%, aos 126.009,57 pontos

NA NEWSLETTER UOL INVESTIMENTOS

O 13° é muito esperado por diversos trabalhadores. Há quem resolva quitar dívidas, pagar contas ou comprar presentes no fim do ano. Mas, para quem quer investir, há diversas opções interessantes no mercado. Veja as alternativas e quanto esse dinheiro vai render em um ano. Na newsletter UOL Investimentos, você fica sabendo qual é esse fundo, como ele funciona e como investir nele. Para se cadastrar e receber a newsletter semanal, clique aqui.

Continua após a publicidade

Queremos ouvir você

Tem alguma dúvida ou sugestão sobre investimentos? Mande sua pergunta para uoleconomiafinancas@uol.com.br.

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

As opiniões emitidas neste texto são de responsabilidade exclusiva da equipe de Research do PagBank e elaboradas por analistas certificados. O PagBank PagSeguro e a Redação do UOL não têm nenhuma responsabilidade por tais opiniões. A única intenção é fornecer informações sobre o mercado e produtos financeiros, baseadas em dados de conhecimento público, conforme fontes devidamente indicadas, de modo que não representam nenhum compromisso e/ou recomendação de negócios por parte do UOL. As informações fornecidas por terceiros e/ou profissionais convidados não expressam a opinião do UOL, nem de quaisquer empresas de seu grupo, não se responsabilizando o UOL pela sua veracidade ou exatidão. Os produtos de investimentos mencionados neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão preencher o questionário de suitability para a identificação do seu perfil de investidor e da compatibilidade do produto de investimento escolhido. As informações aqui veiculadas não devem ser consideradas como a única fonte para o processo decisório do investidor, sendo recomendável que este busque orientação independente e leia atentamente os materiais técnicos relativos a cada produto. As projeções e preços apresentados estão sujeitos a variações e podem impactar os portfolios de investimento, causando perdas aos investidores. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de resultados futuros. Este conteúdo não deve ser reproduzido no todo ou em parte, redistribuído ou transmitido para qualquer outra pessoa sem o consentimento prévio do UOL.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes