PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Empregos e carreiras

Saiba o que muda com as novas regras para domésticos

Do UOL, em São Paulo

09/08/2013 18h44

A Emenda Constitucional 72 -aprovada por unanimidade pelo Senado em 26 de março e promulgada no dia 2 de abril- estende aos empregados domésticos direitos assegurados aos demais trabalhadores.

Empregadas, babás, motoristas e caseiros terão direito a controle da jornada de trabalho com limite de 8 horas diárias e 44 horas semanais, pagamento pelas horas extras, FGTS obrigatório e seguro-desemprego.

A emenda, no entanto, necessita de regulamentação.  A CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania) já aprovou o parecer do senador Romero Jucá (PMDB-RR) sobre o projeto que regulamenta os direitos dos domésticos.

A matéria (PLS 224/2013 - Complementar) será analisada pelo Senado.

O que já está valendo

- Garantia de salário, nunca inferior ao mínimo;
- Proteção do salário na forma da lei, constituindo crime sua retenção;
- Jornada de trabalho de até oito horas diárias e 44 semanais;
- Hora extra de, no mínimo, 50% acima da hora normal;
- Redução dos riscos inerentes ao trabalho, por meio de normas de saúde, higiene e segurança;
- Reconhecimento dos acordos coletivos de trabalho;
- Proibição de diferença de salários, de exercício de funções e de critério de admissão por motivo de sexo, idade, cor ou estado civil;
- Proibição de qualquer discriminação do trabalhador deficiente;
- Proibição de trabalho noturno, perigoso ou insalubre a menores de 18 anos e de qualquer trabalho e a menores de 16 anos, exceto aprendizes (14 anos).

O que precisa de regulamentação

- Proteção contra demissão arbitrária ou sem justa causa;
- Seguro-desemprego;
- FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço);
- Adicional por trabalho noturno;
- Salário-família;
- Assistência gratuita a dependentes até cinco anos em creches e pré-escolas;
- Seguro contra acidentes de trabalho.

Empregos e carreiras