PUBLICIDADE
IPCA
0,36 Jul.2020
Topo

É estagiário e quer ser efetivado? Veja 7 dicas para impressionar o chefe

Ricardo Marchesan

Do UOL, em São Paulo

30/04/2015 06h00

Antigamente o estagiário de uma empresa era visto como aquele estudante que levava cafezinho para os colegas e cuidava da copiadora. Mas agora é diferente. "Isso não existe mais ou é muito pouco", afirma Flávia Queiroz, gerente da Page Talent, especializada no recrutamento de estagiários e trainees.

Para Marcelo Cunha, analista de treinamentos do Nube, especializado na seleção de estagiários, a lei de estágio restringiu abusos, além da própria atitude das empresas. "A lei é muito clara, as atividades devem estar compatíveis com a formação. Além disso, é difícil a empresa investir em um estagiário para que ele faça atividades simples", diz Cunha.

Hoje o estagiário é visto como um profissional em formação, e o estágio encarado como uma grande porta para o mercado de trabalho. Mas como transformar essa oportunidade em um emprego efetivo ao final do período? Os dois especialistas consultados pelo UOL reuniram dicas.

Seja responsável, esteja disponível e tenha persistência

Carreira - estagiário - Shutterstock - Shutterstock
Imagem: Shutterstock

Essas dicas valem para qualquer profissional, não só os que estão estagiando, segundo Marcelo Cunha.

Para ele, ser responsável é cumprir prazos e horários, por exemplo. Estar disponível é ter uma atitude positiva diante do que é pedido e proposto. Ter persistência é acreditar na sua capacidade e na daqueles ao seu redor, incluindo na do líder.

Desenvolvimento depende do estagiário

Carreira - desenvolvimento depende do estagiário - Thinkstock - Thinkstock
Imagem: Thinkstock

Para Flávia Queiroz o estagiário tem de lembrar sempre que o desenvolvimento depende dele mesmo.

"Muitos candidatos a estágios me perguntam o que a empresa tem para oferecer. Ainda que ela ajude, assim como o gestor, está mais na mão do estagiário, como ele vai procurar se desenvolver", afirma Flávia Queiroz.

Não abrace o mundo

Carreira - Não abrace o mundo - Getty Images - Getty Images
Imagem: Getty Images

A vontade de mostrar trabalho e conseguir chamar atenção pode levar o estagiário a aceitar mais tarefas do que é capaz de entregar.

Se as tarefas designadas são simples e já estão dominadas, é possível oferecer-se para outras funções. Mas sem esquecer de calcular se é possível.

"Na vontade de ajudar, acaba esquecendo de si. Ao dizer sim para todo mundo, pode acumular trabalho e não conseguir fazer", afirma Marcelo Cunha.

Invista em seu tempo

CArreira - invista em seu tempo - Shutterstock - Shutterstock
Imagem: Shutterstock

A lei não permite que estagiários trabalhem mais do que seis horas, até porque ainda têm de estudar, seja na faculdade ou ensino médio.

Se for possível, utilize bem essas horas a menos (em comparação com um funcionário) para melhorar suas habilidades. Pode ser em cursos, estudo sozinho ou mesmo conversas com profissionais mais experientes.

Venda suas conquistas

Carreira - venda suas conquistas - Getty Images - Getty Images
Imagem: Getty Images

As empresas querem resultados, e as conquistas devem ser valorizadas.

Tente reunir dados sobre o que conseguiu com seu trabalho, caso isso seja possível, ou mostre o que aprendeu e evoluiu durante o período quando for se reunir com os gestores, principalmente em uma avaliação de conclusão do estágio.

Comunique seu desejo

Carreira - comunique seu desejo - Thinkstock - Thinkstock
Imagem: Thinkstock

Quando possível, é necessário deixar claro seu desejo de ser efetivado ao final do período de estágio. Isso pode acontecer em reuniões de avaliação ou outras conversas com superiores.

Também é preciso pedir orientação ao chefe, para saber as possibilidades de conseguir o emprego e o que é necessário para isso.

Efetivação não é objetivo final

Carreira - efetivação não é objetivo final - Shutterstock - Shutterstock
Imagem: Shutterstock

Para Marcelo Cunha, o objetivo principal de um estágio não é conseguir uma efetivação na empresa. E o estagiário deve ter isso em mente.

Cunha afirma que mais importante é se concentrar em aprendizado e experiências, analisando as perspectivas na carreira que escolheu ao sentir como é essa vida profissional.

Empregos e carreiras