Quem pode se inscrever para o cargo de R$ 22 mil do 'Enem dos Concursos'?

O cargo de auditor-fiscal do trabalho é a vaga com maior salário oferecida nos editais do Concurso Nacional Unificado, com pagamento de R$ 22.921,71 mensais. Para concorrer, é preciso ter nível superior.

Quem pode se inscrever para o cargo?

A vaga não cobra diploma em nenhuma área específica, apesar de ser voltada para candidatos de nível superior. Qualquer pessoa formada em um curso superior reconhecido pelo Ministério da Educação pode se inscrever para o cargo.

5% das vagas para cada cargo no 'Enem dos Concursos' serão destinadas à contratação de pessoas com deficiência, e 20% serão reservadas para candidatos negros. As regras foram divulgadas pelo Ministério da Gestão de Inovação em Serviços Públicos (MGI), que organiza o concurso unificado.

Das 900 vagas disponíveis para auditor-fiscal do trabalho, 675 são para ampla concorrência, 45 são destinadas a pessoas com deficiência, e 180 são exclusivas para candidatos negros.

Quais são as funções de um auditor-fiscal do trabalho?

De acordo com o edital do Concurso, o auditor-fiscal do trabalho fiscaliza, a mando do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), normas trabalhistas e de segurança no trabalho, assegurando conformidade nas relações empregatícias, combatendo trabalho infantil e análogo à escravidão, e promovendo ambientes seguros.

Além disso, o servidor nesse cargo também verifica valores para o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) e atua em ações afirmativas e contra discriminação no mercado de trabalho.

São os auditores-fiscais do trabalho, por exemplo, que atuam nas operações contra trabalhos forçados ou jornadas exaustivas, condições degradantes de trabalho e restrição de locomoção do trabalhador. Em 2023, foram flagrados mais de 3 mil escravizados em todo o Brasil, maior número desde 2009.

Continua após a publicidade

Onde trabalha um auditor-fiscal do trabalho?

Os locais de trabalho ainda não foram divulgados pelo Ministério.

Segundo o edital, a expectativa é que "a distribuição de vagas nas unidades de lotação do MTE será publicada em conjunto com o ato de nomeação e de convocação dos candidatos aprovados para a escolha de vagas e posse no cargo".

Sobre as provas

As provas serão aplicadas no dia 5 de maio em 220 cidades. A aplicação da prova será feita em dois turnos.

Pela manhã, os candidatos de nível superior vão responder 20 questões objetivas de conhecimentos gerais e uma prova discursiva de conhecimentos específicos do bloco. No nível médio, a prova será de 20 questões objetivas e uma redação.

Continua após a publicidade

Na parte da tarde, o cronograma aponta mais uma prova de 50 questões objetivas para o nível superior e de 40 para o nível médio.

A divulgação final dos resultados será no dia 30 de julho. Os aprovados serão convocados para posse no dia 5 de agosto.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes