PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

Indústria pede nova prorrogação no corte do IPI para a linha branca

Wellton Máximo

Da Agência Brasil

20/06/2012 17h20

Representantes da indústria de eletrodomésticos pediram, nesta quarta-feira (20), ao Ministério da Fazenda, a continuidade do corte de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para produtos da linha branca --como máquinas de lavar, geladeiras, fogões e tanquinhos. Caso o corte de imposto seja estendido, esta será a segunda prorrogação do benefício fiscal. 

Anunciado no fim do ano passado, o benefício está previsto para acabar no próximo dia 30.

O presidente da Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros), Lourival Kiçula, fez o pedido ao secretário executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa. Segundo ele, Barbosa pediu que o setor apresente um estudo sobre o desempenho das vendas que justifique a prorrogação do benefício em um novo encontro, ainda sem data marcada.

Originalmente, o desconto de IPI para a linha branca acabaria no fim de março, mas foi estendido por três meses. Na época em que foi anunciado, o incentivo tinha como objetivo estimular as vendas de eletrodomésticos no Natal.

Desde dezembro do ano passado, a alíquota sobre os fogões, que pagavam 4% de IPI, está zerada. O imposto foi reduzido de 15% para 5% para as geladeiras e de 20% para 10% para as máquinas de lavar. A alíquota sobre tanquinhos, que era 10%, também caiu para zero.