PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Juros

O que é o spread bancário? Qual a relação com os juros que você paga?

Do UOL, em São Paulo

11/12/2019 15h03

Sempre que se fala em juros altos altos no Brasil, o spread bancário é mencionado. Mas afinal qual o significado de spread? O spread é a diferença entre os juros que os bancos pagam quando você investe seu dinheiro e os juros que cobram quando você faz um empréstimo.

O que entra na conta do spread?

Além do preço que o banco paga para "comprar" o dinheiro que vai emprestar —os juros de captação—, os juros finais que o cliente paga embutem outros quatro grandes custos. São eles que compõem o spread:

  • Despesas administrativas: Os gastos de operação, como segurança, agências, caixas eletrônicos, salários e outros serviços.
  • Tributos: Os impostos pagos pelos bancos.
  • Inadimplência: Créditos concedidos e não pagos pelos devedores.
  • Lucros: A remuneração do dono e acionistas do banco.

Por que o spread e os juros são tão altos?

Segundo os bancos, a principal razão que puxa os juros e os spreads para cima é a inadimplência.

Especialistas, porém, questionam outro ponto: a falta de concorrência. Pressão por menores margens de lucro, despesas administrativas mais racionais e, por fim, preços —juros, no caso— mais baixos são algumas consequências que tendem a vir com uma concorrência mais ampla.

(Reportagem: Juliana Elias, do UOL, em São Paulo)

Juros