PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

José Dirceu é entrevistado ao vivo hoje, às 14h

Arte/UOL
Imagem: Arte/UOL

Do UOL, em São Paulo

29/05/2020 11h26

O ex-deputado federal (PT-SP) e ex-ministro da Casa Civil do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010) José Dirceu será entrevistado hoje, ao vivo, a partir das 14h.

A entrevista será conduzida por Tales Faria, colunista do UOL, e será transmitida na home do UOL, no canal do UOL no YouTube e no Facebook e Twitter do UOL.

Dirceu deixou a prisão em novembro do ano passado beneficiado por uma decisão do STF (Supremo Tribunal Feral) que, por 6 votos a 5, decidiu que um condenado só pode ser preso após o trânsito em julgado (o fim dos recursos). Isso alterou a jurisprudência que, desde 2016, tem permitido a prisão logo após a condenação em segunda instância.

O ex-deputado foi condenado pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), em Porto Alegre, a cumprir a pena de oito anos e dez meses de prisão pelo caso de corrupção envolvendo a Petrobras, no âmbito da Lava Jato.

Esta foi a segunda condenação de Dirceu na Lava Jato. Em setembro de 2017, Dirceu teve sua pena aumentada na segunda instância para 30 anos e nove meses por corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa.

Ao deixar a prisão, o ex-ministro se reencontrou com Lula, em Curitiba, pouco depois de os dois saírem da prisão. Foi o primeiro encontro deles desde o julgamento do mensalão em 2012, quando Dirceu também foi condenado. Ele cumpriu pena de 7 anos e 11 meses, mas o ministro do STF Luiz Roberto Barroso atendeu pedido do Ministério Público e decretou o perdão da pena em 2016.

Dirceu foi líder estudantil, presidente do PT, deputado Constituinte, um dos principais líderes da oposição nos governos de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) e um dos responsáveis pela eleição de Lula em 2002. No governo petista, foi o principal ministro palaciano, mas acabou deixando o governo em 2005, após o ex-aliado Roberto Jefferson revelar o esquema mensalão. Dirceu voltou à Câmara dos Deputados e teve seu mandato cassado meses depois.