Ranking aponta Apple como 'melhor marca do mundo' pelo 11º ano seguido

Pelo 11° ano consecutivo, a Apple foi considerada a marca mais valiosa do mundo, segundo o ranking "Melhores Marcas Globais 2023", da consultoria Interbrand, revelado hoje (21).

Microsoft, em segundo lugar, e Amazon, em terceiro, completam o pódio — Google e Samsung completam o ranking das 5 primeiras colocadas.

O que aconteceu?

A consultoria Interbrand divulgou hoje (21) a edição 2023 de seu ranking "Best Global Brand", que lista as melhores marcas do mundo.

A Apple segue como 1ª colocada do ranking - ela foi líder nas últimas 11 edições do levantamento. Microsoft, Amazon, Google e Samsung completam a lista das 5 primeiras colocadas.

O maior crescimento de marca dentro do Top #10 foi o da Microsoft (+14%).

O Airbnb foi a marca que mais cresceu este ano, com seu valor aumentando em 21,8%. Com isso, subiu oito posições na tabela (da 54ª colocação para a 46ª posição), apesar de ter entrado no ranking apenas no ano passado.

Os setores de automóveis e luxo foram os que apresentam melhor desempenho, com um aumento de 9% e 6,5%, respectivamente. A BMW entrou no top 10 pela primeira vez. Porsche, Hyundai e Ferrari também apresentaram bom desempenho, segundo a consultoria.

O ranking é feito a partir de estudos que analisam o desempenho financeiro dos produtos ou serviços da marca, o papel que a ela desempenha nas decisões de compra e sua força competitiva.

As estratégias que trouxeram crescimento superior neste ano foram das marcas que souberam se conectar mentalmente e fisicamente com seus consumidores, criando uma conexão positiva para muito além da funcionalidade e se tornando indispensáveis.
Beto Guimarães de Almeida, CEO da Interbrand no Brasil

Confira as 10 melhores marcas do mundo (e seu percentual de valorização ou perda em relação ao ano passado):

Continua após a publicidade
  1. Apple - US$ 502,680 bilhões (+4%)
  2. Microsoft - US$ 316,659 bilhões (+14%)
  3. Amazon - US$ 276,929 bilhões (+1%)
  4. Google - US$ 260,260 bilhões (+1%)
  5. Samsung - US$ 91,407 bilhões (+4%)
  6. Toyota - US$ 64,504 bilhões (+8%)
  7. Mercedes-Benz - US$ 61,414 bilhões (+9%)
  8. Coca-Cola - US$ 58,046 bilhões (+1%)
  9. Nike - US$ 53,773 bilhões (+7%)
  10. BMW - US$ 51,157 bilhões (+10%)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes