Bolsas

Câmbio

Governo resgata R$ 3,5 bi do Fundo Fiscal de Investimentos e Estabilização, mira pagamento da dívida pública

Por Marcela Ayres

BRASÍLIA (Reuters) - O Tesouro Nacional anunciou que realizou nesta terça-feira (8) o resgate parcial de cotas do Fundo Fiscal de Investimentos e Estabilização (FFIE), no valor de R$ 3,5 bilhões, montante que foi transferido para a Conta Única do Tesouro e depositado em subconta do Fundo Soberano, com o objetivo posterior de pagar a dívida pública.

Em nota, o Tesouro afirmou que os recursos serão somados aos cerca de R$ 23 bilhões já depositados na subconta do Fundo Soberano "e ficarão reservados para o pagamento de vencimentos da Dívida Pública Federal".

Leia também:

A investida ajudará o governo a cumprir neste ano a chamada "regra de ouro" das contas públicas, que impede o governo de emitir dívida para pagar gastos correntes, como salários e despesas da máquina pública.

Para a ideia se concretizar, contudo, ainda precisa ser formatada em proposta ao Congresso Nacional e depois ser aprovada pelos parlamentares --perspectiva que tem ficado mais difícil com o calendário político cada vez mais pressionado pelas eleições deste ano.

No fim de abril, o Tesouro já havia informado que esperava contar com R$ 27 bilhões do Fundo Soberano que estão na conta única da União para cumprir a regra de ouro e que esperava enviar a proposta sobre o tema ao Congresso até o fim de maio.

Entenda o que é o PIB e como ele é calculado

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos