Seu chefe é malvado? A culpa pode ser sua

Daniela do Lago

Daniela do Lago

  • Getty Images

A grande maioria das pessoas tem um chefe. Me arrisco a dizer que todos têm. Mesmo aqueles que são donos de empresa também desfrutam do privilégio de ter um: pode ser o seu cliente, ou até o próprio mercado.

A palavra chefe tem sua origem na francesa chef, que vem do latim caput, cujo significado é cabeça, parte superior.

Então não me venha com essa de que quem tem chefe é somente o índio, porque a palavra é sinônima de líder, comandante, capitão, condutor, mestre, superior, guia, maioral, mentor, dirigente, autoridade, diretor, patrão, gestor, mandachuva, entre outros. A escolha é sua. Pouco importa. Para resumir: chefe é aquele que tem a palavra final na empresa.

É mais comum encontrar reclamações do que elogios sobre a atuação do chefe.

Talvez isso venha do fato de que muitos deles assumiram cargos de liderança sem serem preparados para tal responsabilidade. Ganham o cargo por simplesmente terem bom desempenho em suas atividades, como consequência dos resultados.

Esse é um erro básico que muitas empresas ainda cometem: consideram a elevação do nível hierárquico como uma espécie de caminho natural de crescimento do profissional. Muitas vezes, perde-se um excelente especialista e ganha-se um péssimo líder.

Quero direcionar esse artigo para aqueles que reclamam do seu chefe, atribuindo o rótulo de "chato", por causa das cobranças excessivas.

Não confunda cobrança com hostilidade

Desde o trabalho mais modesto, de salário baixo, ao mais complexo, todo funcionário tem tarefas a fazer e resultados a entregar. A cobrança faz parte das atribuições de seu chefe.

Qual seria o motivo dessa cobrança excessiva e chata do seu chefe? Seria porque você não faz o que tem que ser feito?

Não gosta de ser cobrado? Faça o que tem que ser feito, com excelência, no prazo, e então provavelmente terá um trabalho mais prazeroso.

Será que todo chefe tido como legal não é aquele que tem em sua equipe colaboradores comprometidos e que fazem com excelência o que tem que ser feito? Penso que sim. Talvez o culpado de ter um chefe chato seja você.

Deixe de ser um observador e passe a assumir o controle das suas experiências profissionais.

O chefe malvado

Agora, se você realmente é um colaborador nota 10, apresenta excelentes resultados, está alinhado com as regras de sua empresa e, mesmo assim, está com um chefe que não larga do seu pé, que nada está bom o suficiente para ele, o que fazer? Como sobreviver a um chefe malvado?

Ter um chefe abusivo é uma das situações mais estressantes. A longo prazo, essa pode ser a receita para exaustão emocional e o esgotamento. Assim, se você não pode mudar a situação, recomendo que mude sua reação a ela. Assuma o controle do seu mundo interior.

Mantenha foco no trabalho que precisa realizar, deixe de lado a ansiedade e os problemas com o chefe e procure alternativas para não se deixar abalar emocionalmente.

É o que o ajudará a sobreviver até que você mude de trabalho ou até seu chefe ser promovido, e então todos poderão celebrar a partida dele.

A verdade é que seu chefe é um cara muito inteligente, se não ele não seria o seu chefe.

Mesmo para aqueles que conseguiram seus cargos por meio de favores e amizades, o fato é que, nesse caso, seu chefe foi inteligente o bastante para fazer as amizades certas. Alguma coisa você tem a aprender com ele.

Gostou do artigo? Útil para alguém? Então compartilhe!

'Corporate bullying' pode prejudicar funcionários e empresa

  •  

Daniela do Lago

Daniela do Lago é especialista em comportamento no trabalho, coach de carreira, mestre em administração e professora.

UOL Cursos Online

Todos os cursos