PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Carla Araújo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Sem exame que comprove cura da covid, Salles vai a evento no Planalto

Bolsonaro e Ricardo Salles - arquivo - Reprodução
Bolsonaro e Ricardo Salles - arquivo Imagem: Reprodução
Carla Araújo

Jornalista formada em 2003 pela FIAM, com pós-graduação na Fundação Cásper Líbero e MBA em finanças, começou a carreira repórter de agronegócio e colaborou com revistas segmentadas. Na Agência Estado/Broadcast foi repórter de tempo real por dez anos em São Paulo e também em Brasília, desde 2015. Foi pelo grupo Estado que cobriu o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No Valor Econômico, acompanhou como setorista do Palácio do Planalto o fim do governo Michel Temer e a chegada de Jair Bolsonaro à Presidência.

Do UOL, em Brasília

23/02/2021 17h39

A cerimônia de lançamento da Agenda + Prefeito nesta terça-feira (23), no Palácio do Planalto, chamou atenção pelo grande número de convidados (muitos sem máscara), mas também pela presença do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

Salles anunciou que testou positivo para covid no último dia 16, terça-feira de Carnaval. O protocolo da doença fala em quarentena de 7 a 14 dias.

A assessoria do ministro informou à coluna que, apesar de não ter realizado um novo exame para verificar se já não está mais com o vírus, Salles teve liberação médica.

A explicação é que o ministro já estava com sintomas da doença antes da semana passada. Além disso, após o exame, segundo a assessoria, a médica afirmou que após cinco dias sem sintomas ele estaria liberado.

O negacionismo em relação à pandemia e aos protocolos se segurança é quase que unânime no governo, muitos auxiliares do presidente Jair Bolsonaro já dispensaram o uso da máscara, por exemplo.

Com Salles, já são 15 o número de ministros que contraiu a doença. Além do próprio presidente.

Em discordância com as diretrizes pregadas por Bolsonaro, a primeira-dama Michelle Bolsonaro participou do evento o tempo todo de máscara.

PUBLICIDADE