PUBLICIDADE
IPCA
+0,31 Abr.2021
Topo

Carla Araújo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Casa Civil diz que pesquisa em ministérios é preparação necessária para CPI

General Luiz Eduardo Ramos tentou minimizar o receio do governo com o andamento da comissão  - Fto: Ed Alves/CB/D.A Press)
General Luiz Eduardo Ramos tentou minimizar o receio do governo com o andamento da comissão Imagem: Fto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Carla Araújo

Jornalista formada em 2003 pela FIAM, com pós-graduação na Fundação Cásper Líbero e MBA em finanças, começou a carreira repórter de agronegócio e colaborou com revistas segmentadas. Na Agência Estado/Broadcast foi repórter de tempo real por dez anos em São Paulo e também em Brasília, desde 2015. Foi pelo grupo Estado que cobriu o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No Valor Econômico, acompanhou como setorista do Palácio do Planalto o fim do governo Michel Temer e a chegada de Jair Bolsonaro à Presidência.

Do UOL, em Brasília

25/04/2021 17h49

O ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, confirmou à coluna que, às vésperas da instalação da CPI da pandemia, o governo deflagrou um movimento para reunir informações do primeiro escalão sobre o enfrentamento da crise sanitária.

Ramos minimizou o movimento e classificou a estratégia como preparação necessária. O ministro, no entanto, voltou a afirmar que não há receio por parte do governo de que o combate à pandemia seja investigada.

O ministro afirmou que esse tipo de ação será recorrente.

"É uma preparação necessária e será constante. O governo precisa dessas informações e isso com certeza vai ajudar na defesa na CPI. Apesar disso, não temos medo do resultado dos trabalhos", afirmou Ramos à coluna, por meio de sua assessoria. A pasta afirmou ainda que é uma das funções da Casa Civil organizar e coordenar os trabalhos dos ministérios.

Conforme revelado pelo UOL, com exclusividade, a Casa Civil encaminhou a 13 ministérios uma tabela com 23 acusações frequentes sobre o desempenho do governo Bolsonaro no enfrentamento à Covid-19.

O ministro confirmou que as pastas tinham até a última sexta-feira para preparar as respostas e que a ideia é iniciar esta semana já com a argumentação do governo pronta.