PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Carla Araújo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Bolsonaro fará evento de despedida para ministros candidatos

Carla Araújo

Jornalista formada em 2003 pela FIAM, com pós-graduação na Fundação Cásper Líbero e MBA em finanças, começou a carreira repórter de agronegócio e colaborou com revistas segmentadas. Na Agência Estado/Broadcast foi repórter de tempo real por dez anos em São Paulo e também em Brasília, desde 2015. Foi pelo grupo Estado que cobriu o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No Valor Econômico, acompanhou como setorista do Palácio do Planalto o fim do governo Michel Temer e a chegada de Jair Bolsonaro à Presidência.

Do UOL, em Brasília

30/03/2022 12h25Atualizada em 30/03/2022 20h35

O presidente Jair Bolsonaro (PL) vai realizar nesta quinta-feira (31) um evento para marcar a saída de cargo de seus ministros que irão concorrer nas eleições de outubro.

A cerimônia, prevista para acontecer às 10h, contará com a presença de quase metade do time de Bolsonaro - já que, dos atuais 23 ministros, 10 deixarão o cargo.

Flávia Arruda (Secretaria de Governo), Onyx Lorenzoni (Previdência e Trabalho), Tereza Cristina (Agricultura) e João Roma (Cidadania) retomarão os mandatos de deputado federal na Câmara.

O grupo, aliás, estuda realizar uma caminhada até Congresso após a cerimônia no Planalto, numa simbologia para marcar o retorno à Câmara.

Além deles, estarão presentes na cerimônia, Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia); Damares Alves (Direitos Humanos); Tarcísio de Freitas (Infraestrutura); Gilson Machado (Turismo); Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional); e Walter Braga Netto (Defesa).

Também está prevista na mesma cerimônia a posse do novo ministro da Educação, Victor Godoy, que era secretário-executivo de Milton Ribeiro, demitido na segunda-feira após o escândalo de suposto favorecimento a pastores no Ministério.

Após o evento, as transmissões de cargo para os substitutos (que na maioria dos casos serão os secretários-executivos) devem acontecem nas respectivas pastas.