Topo

Empregos e carreiras


Empregado chama chefe de corno, é demitido e condenado a pagar indenização

Do UOL, em São Paulo

17/02/2016 14h39Atualizada em 17/02/2016 17h01

Um trabalhador de Santa Catarina foi demitido por justa causa e condenado a pagar uma indenização de R$ 3.000 a seu ex-chefe por danos morais. O motivo: ele teria chamado seu superior de "corno", "chifrudo" e "viciado", entre outros xingamentos.

Segundo a ação, o homem trabalhou por sete anos em uma empresa que presta serviços para seguradoras, no Vale do Itajaí. Em seus últimos meses na firma, teria começado a ofender constantemente colegas de trabalho e o próprio chefe. Ele foi demitido por justa causa em 2012.

Os xingamentos teriam sido feitos no ambiente de trabalho, em frente aos colegas, e foram relatados pelas testemunhas do processo. O chefe não era o único alvo, segundo as testemunhas: ele se referia aos outros empregados como "puxa-sacos" e "paus-mandados".

Em sua defesa, o ex-funcionário negou que tenha ofendido qualquer pessoa no ambiente de trabalho. 

A indenização por danos morais foi determinada pela Justiça de Santa Catarina, em primeira instância. O ex-funcionário recorreu, mas a Justiça decidiu manter a decisão, segundo informações divulgadas nesta semana. Ainda cabe recurso.

O ex-empregado também tentou reverter a decisão por justa causa na Justiça do Trabalho, sem sucesso.

Mais Empregos e carreiras