Fugir, simular infarto e ser muito sincero: erros em entrevista de emprego

Michelle Aisenberg

Colaboração para o UOL, em São Paulo

  • Getty Images

Dizem que é errando que se aprende. Mas, quando o assunto é entrevista de emprego, o ideal é se preparar muito bem para evitar as falhas. Algumas entram para a lista das mais estranhas na carreira dos recrutadores.

Veja o ranking de Ricardo Basaglia, diretor-executivo da Page Personnel, especializada em recrutamento e seleção:

1 - Fugir no meio da entrevista

A vaga anunciada exigia inglês fluente. Depois de alguns minutos conversando em português, o recrutador sugeriu que mudassem para o outro idioma. Nesse momento, o candidato pediu licença para ir ao banheiro e nunca mais voltou. Moral da história? "Seja sempre honesto sobre as suas qualificações profissionais", diz Basaglia.

2 – Simular um ataque do coração

Todo mundo fica nervoso durante uma entrevista de emprego. Mas um entrevistado se superou: "Ele suava tanto, que começou a dizer que estava tendo um princípio de infarto", afirma o diretor. Para completar, deitou-se no sofá e pediu que os recrutadores continuassem as perguntas, até que ele se acalmasse.

3 – Levar mulher/marido junto

Entrar em uma sala de reunião e encontrar o candidato na companhia da esposa não é algo que acontece todo dia. Mas esse tinha uma boa explicação: "Disse que, como casal, os dois não tinham nenhum segredo e, caso ele se esquecesse de algo importante, ela poderia ajudar", declara.

4 – Amamentar seu filho

Certa vez, Basaglia entrou em sua sala e havia uma mulher sentada no sofá, amamentando seu bebê. "Minha surpresa foi maior ainda quando ela se apresentou como a candidata que eu aguardava para uma entrevista". A entrevista é um ato individual.

Levar os filhos não é recomendado. A questão pode ser polêmica, mas o recrutador não recomenda. O ideal, nesse caso, seria marcada a entrevista fora dos horários das mamadas.

5 – Assumir a identidade alheia

Um candidato para vaga de diretor destacou, durante uma entrevista, o sucesso de um projeto seu para redução de custos e captação de recursos. "Como ficamos impressionados, ligamos para seu chefe anterior, que afirmou nunca ter ouvido falar dele", diz.

Depois de alguma pesquisa, os recrutadores descobriram que ele havia lido sobre o assunto em uma revista e assumiu o personagem, para impressionar. 

6 – Excesso de sinceridade

Com uma entrevista marcada para logo cedo de manhã, um candidato mandou um e-mail, explicando que não poderia comparecer. E não faltaram detalhes. "Ele usava uma ponte nos dentes frontais e guardava em um copo d´água ao lado da cama. Sem querer, seu filho acabou derrubando no chão e quebrando o aparelho", afirma. Ser transparente é muito bom. Mas nem tanto.

Respira e vai

Alan Pogrebinschi, coach de mindfulness funcional, diz que muitos desses erros acontecem porque as pessoas tentam controlar demais como estão agindo ou sentindo.

"Quando toda a energia é usada para policiar sentimentos e ações,  reduzimos nossa capacidade de perceber as situações à nossa volta e mostrar do que realmente somos capazes", diz. É nessa hora que acontecem os maiores escorregões.

Pogrebinschi ensina um exercício rápido, que pode ser feito na sala de espera, antes do compromisso.

"Durante poucos minutos, concentre-se em sua respiração e observe o que está sentindo. Deixe os pensamentos passarem, sem alimentá-los, para que eles não fiquem no controle e influenciem no seu comportamento", afirma.

No meio da crise, desempregado vai à Paulista protestar e ganhar dinheiro

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos