PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Empregos e carreiras

Trocar de emprego é sua resolução de Ano-Novo? Saiba se janeiro é boa hora

Ricardo Marchesan

Do UOL

03/01/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Especialista afirma que não há época ruim para procurar emprego
  • É preciso paciência, porque ritmo das empresas é menor no início do ano
  • Expectativa do mercado é que haja mais vagas de trabalho neste ano
  • Contratações devem ter maior intensidade a partir do meio do mês

Na primeira semana de janeiro, muitos começam a correr para colocar as resoluções do Ano-Novo em prática: perder peso, aprender algo novo, parar de fumar, passar mais tempo com a família e trocar de emprego (ou arranjar um).

O desejo de mudar de vida e alcançar mais satisfação no início de ano faz muitas pessoas correrem atrás de um novo trabalho. Mas será uma boa época para isso?

É hora de buscar emprego?

Segundo Lucas Oggiam, diretor da empresa de recrutamento Michael Page, ainda que o ritmo das empresas seja mais lento nos primeiros dias do ano, vale a pena iniciar a busca, principalmente a partir do dia 6 de janeiro, data em que as empresas que pararam para as festas deverão retomar as atividades.

Oggiam afirma que, nessa época, é preciso ter mais paciência. Até o meio do mês, por volta do dia 15, a movimentação é menor, porque muitos chefes e profissionais de recrutamento ainda estão de férias ou retornando do recesso. Se há menos pessoas trabalhando, há menos pessoas contratando também, afirma. Por isso as respostas e oportunidades costumam demorar mais.

Na segunda metade de janeiro o ritmo deve normalizar.

Quem deve oferecer vagas?

O mercado está animado para este ano, acreditando na melhora da economia e em um ritmo maior de contratações em 2020. Oggiam afirma que janeiro de 2019 foi o melhor em quatro anos, e a expectativa é que neste ano o volume seja um pouco maior.

O diretor da Michael Page afirma que alguns setores estão mais em alta, como tecnologia, mercado financeiro, saúde e agronegócio.

Além disso, ainda deve haver um resquício do varejo, que fica mais aquecido no final do ano.

Ele diz que há algumas particularidades no mercado de trabalho em janeiro e aponta dois cenários mais comuns entre as empresas que estão contratando.

O primeiro é o de chefes que não conseguiram preencher até dezembro todas as vagas disponíveis, e estão com maior pressa para completar a equipe no início do ano.

Do outro lado, há empresas que estão renovando o orçamento, iniciando novas buscas de profissionais e abrindo vagas.

O que fazer?

As dicas para quem está procurando emprego nesta época não são diferentes das dos demais meses: atualize seu currículo, que deve ser claro e objetivo, e ative sua rede de contatos, falando com pessoas que possam abrir portas ou indicar caminhos de onde haja vagas disponíveis.

No caso do networking, Oggiam ressalta que é sempre mais produtivo procurar quem você já conhece ou trabalhou junto. Tende a funcionar mais do que contatar pessoas com quem nunca falou.

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Especialista dá dicas sobre o que vestir ou não no trabalho

UOL Notícias

Empregos e carreiras