PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Empregos e carreiras

"Universidade do Povo" tem graduação completa, internacional e sem anuidade

Do Estudar Fora*

17/08/2020 04h00

Já pensou em estudar de graça em uma universidade dos Estados Unidos, com alunos de outros 190 países? É possível. A "University of the People" (UoPeople) é a primeira universidade internacional sem anuidade reconhecida e dedicada a ampliar o acesso global à educação superior. Sem fins lucrativos, cobra apenas taxas de inscrição e para realização dos exames e ainda oferece bolsas de estudos. Ela está com inscrições abertas até o dia 22 de outubro.

Por meio de tecnologia "open-source", a universidade oferece atendimentos personalizados e assistência de mais de 3.000 professores voluntários. O objetivo é superar barreiras geográficas e financeiras na busca por um diploma de ensino superior. E tem dado certo: atualmente, estão matriculados estudantes de mais de 190 países.

Cursos oferecidos

São oferecidos apenas três cursos de graduação: ciência da computação, administração de empresas e ciências da saúde. Os dois primeiros "são os dois programas que têm maior demanda global, e também que oferecem maior possibilidade de empregabilidade", segundo o fundador da UoPeople, Shai Reshef. A instituição é parceira de universidades de renome, como Harvard, Yale e Oxford, e também possui convênios com empresas internacionais, como Microsoft e HP, para estágio e mentoria.

Além desses programas de graduação, a universidade internacional também oferece mestrados em Negócios (um MBA) e em Educação. Há também "associate degrees", que são cursos semelhantes aos que são oferecidos nos "community colleges" dos Estados Unidos —algo entre um curso técnico e uma graduação.

"Não são MOOCs"

Reshef, que recebeu apoio da ONU para fundar a UoPeople, também é enfático ao apontar a diferença entre a universidade e os cursos abertos e online ("Massive Online Open Courses", ou MOOC). Enquanto os MOOCs são cursos gratuitos oferecidos por universidades em assuntos específicos, a UoPeople oferece cursos completos de graduação, inclusive com emissão de diploma.

Além disso, as salas de aulas são menores (por volta de 20 a 30 alunos por aula) e, enquanto os MOOCs têm taxa de finalização de 5%, na UoPleople esta taxa supera 95%. Finalmente, enquanto os cursos de educação à distância geralmente são abertos ao público, para a UoPeople é necessário candidatar-se e ser aceito pela instituição.

Oferta de bolsas para a University of the People

Embora não haja taxas de anuidade nem custos de materiais, é cobrada uma taxa de candidatura, de até US$ 50, e uma taxa de US$ 100 por exame de final de curso.

Estas taxas são sempre coletadas ao final dos cursos e há possibilidade de conseguir bolsas para elas. Nesta página é possível ver todas as bolsas de estudo oferecidas pela universidade. Entre elas estão a "HP Women's Scholarship Fund", voltada a mulheres, a "Fondation Hoffmann Scholarship", aberta a todos os estudantes, e até a "Botari Women's Scholarship Fund", exclusiva para mulheres brasileiras.

Para se candidatar, é preciso ter concluído o ensino médio, ter acesso a computador e conexão de internet e nível de inglês suficiente para acompanhar as aulas. São feitas cinco rodadas de admissão a cada ano, e a próxima, com início em setembro, está com inscrições abertas até 22 de outubro. Há também um prazo de "early application" que vai até 1 de outubro. As aulas começam em 22 de novembro.

* O texto "Graduação completa, internacional e sem anuidade? "Universidade do Povo" tem inscrições abertas" foi publicado originalmente no portal Estudar Fora, da Fundação Estudar.

Empregos e carreiras