IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Guia de Compras


Dez clássicos da literatura argentina

15/09/2019 04h00

Brasil e Argentina são rivais apenas nos esportes. Na literatura, um povo admira a criatividade do outro. Nossos vizinhos têm escritores de renome como Borges, Cortázar e Casares Bioy. Escolhemos dez livros clássicos de autores argentinos para você conhecer ou reler.

O UOL pode receber uma parcela das vendas pelos links recomendados neste conteúdo. Preços e ofertas da loja não influenciam os critérios de escolha editorial.

  • Amazon

    Respiração artificial

    Em 1976, o ano em que os militares tomaram o poder na Argentina e instauraram uma ditadura que duraria sete anos se passa esse livro. Com sua ficção, Piglia constrói uma trama em que várias histórias e tempos se cruzam, cumprindo a função de camuflar o que o livro realiza: a exposição do arbítrio e da violência em todo o seu horror.

  • Amazon

    Facundo, Ou Civilização e Barbarie

    Em um misto de biografia, romance e ensaio político, este clássico traz à tona duas questões caras à formação nacional: civilização e barbárie, como anuncia o subtítulo.

  • Amazon

    Museu do Romance da Eterna

    Este livro reúne uma série de prólogos que precedem uma história que parece nunca chegar: a história de um homem, que depois da morte da esposa, decide deixar a cidade e refugiar-se no campo, em uma estância cujo nome é O Romance.

  • Amazon

    Os suicidas

    Este livro conta a história de um jornalista que, ao se aproximar de seu trigésimo terceiro aniversário, começa a recordar o suicídio do pai, que se matou justamente com essa idade. Para piorar a situação, o jornalista é incumbido de fazer uma reportagem justamente sobre suicidas.

  • Amazon

    História do Pranto

    Este livro mescla de modo original o romance psicológico e a novela política. Alan Pauls usa o testemunho vertiginoso de um garoto que acreditava ser o Super-Homem para recuperar a história da esquerda argentina dos anos 1970.

  • Amazon

    Ficções

    Leia os contos publicados por Borges em 1941 e outras dez narrativas. Nesses textos, você vai se defrontar com um narrador inquisitivo que expõe, com elegância e economia de meios, de forma paradoxal suas conjecturas e perplexidades sobre o universo, retomando motivos recorrentes em seus poemas e ensaios desde o início de sua carreira.

  • Amazon

    O Aleph

    Neste livro, o autor manipula a "realidade": as coisas da vida real deslizam para contextos incomuns e ganham significados extraordinários, ao mesmo tempo em que fenômenos bizarros se introduzem em cenários prosaicos.

  • Amazon

    O jogo da amarelinha

    Esta obra traz o relato de amor entre um intelectual argentino no exílio, Horacio Oliveira, e uma misteriosa uruguaia, a Maga, ao acaso das ruas e das pontes de Paris.

  • Amazon

    A invenção de Morel

    Conheça a história de um cidadão venezuelano que se torna recluso em uma ilha deserta para fugir de uma condenação judicial. Enquanto se alimenta de raízes psicotrópicas, o expatriado vê se apagar cada vez mais o limite entre a imaginação e a realidade.

  • Amazon

    Sobre Heróis e Tumbas

    Romance magistral em que se cruzam três fios narrativos: a paixão devastadora de Martín por Alejandra, o nascimento traumático de uma nação e a história da Seita Sagrada dos Cegos, casta maléfica de poderes esotéricos e milhões de súditos no mundo todo.

Guia de Compras