Só para assinantesAssine UOL

BB Seguridade é a ação mais indicada para dividendos em 2024; veja lista

Quer receber matérias como essa toda semana no seu e-mail? Assine a newsletter UOL Investimentos.

Se 2023 foi um ano de queda nos dividendos e pagamentos mais espaçados, para 2024 essa remuneração deve melhorar. Diante da expectativa que a Selic recue até 9% e a inflação continue arrefecendo, especialistas consultados por UOL Investimentos enxergam uma recuperação das distribuições de proventos, mas ainda distantes do recorde visto em 2022. O consenso é que a remuneração aos acionistas seja semelhante à vista em 2023, com certas melhorias.

O que deve acontecer com os dividendos em 2024

Segundo projeções do Santander, o lucro das empresas brasileiras pode crescer em média 10% em 2024, o que elevaria os dividendos. Além da queda de juros, as companhias seriam beneficiadas por mais fôlego nas despesas financeiras, aliviando principalmente empresas mais endividadas.

Mais empresas podem distribuir dividendos. Daniel Nigri, analista e fundador da Dica de Hoje Research, afirma que mesmo que não haja um recorde de dividendos em 2024, a distribuição de proventos tende a ser de 'melhor qualidade' e mais diversificada. "Não teremos apenas poucas empresas dando lucro e sim companhias de diversos setores lucrando", afirma. "Vamos ter um cenário propício para o crescimento, a volta de renda do trabalhador, inflação mais controlada, o que facilita que famílias e empresas possam fazer seus orçamentos", destaca.

A melhora do ambiente macroeconômico pode também impulsionar a valorização das ações. Com isso, o acionista terá um retorno total ainda maior, comenta Régis Chinchila, analista-chefe da Terra Investimentos.

Commodities ainda influenciam. "Podemos ter alguns ciclos interessantes atingindo bons momentos em 2024, como as commodities ou as indústrias, de modo que os dividendos sejam ainda maiores do que em 2023", avalia Renato Reis, analista da DVInvest/Blue3 Investimentos. Também há analistas que são mais céticos em relação ao desempenho das commodities em 2024. "Temos uma visão menos construtiva para o setor, com menor demanda por petróleo e minério, com isso, estimamos uma queda nos proventos distribuídos", afirma Eduardo Siqueira, analista da Guide Investimentos.

No Santander, a expectativa é de boas distribuições para Vale e Petrobras em 2024 - embora distantes do visto em 2022. "Para 2024, estou muito interessado na performance de empresas de commodities. Desde a covid-19 houve um pico grande nos preços que está normalizando só agora", comenta Reis.

A ação mais recomendada: BBSE3

Um levantamento feito pelo UOL Investimentos com 15 casas de análise e corretoras revelou quais são as melhores ações para quem busca renda passiva em 2024. Foram citadas 36 ações, dentre as quais 10 reuniram o maior número de recomendações.

Continua após a publicidade

A ação mais recomendada foi a BB Seguridade (BBSE3). Ela reuniu nove indicações e retorno com dividendos, chamado de dividend yield, entre 9% e 12% em 2024. Guilherme Tiglia, Sócio e analista da Nord Research, explica que a BB Seguridade é o braço de seguros do Banco do Brasil, o que já traz uma vantagem competitiva, que é utilizar o banco como plataforma de distribuição - ou seja, cada agência, internet ou plataforma do Banco do Brasil pode vender os seguros.

Além disso, a BB Seguridade é conhecida pela sua força no segmento agro e no braço de previdência. Sérgio Neto, analista de ações da Capitalizo, cita que embora o resultado financeiro da companhia possa ser mais fraco em 2024, a BB Seguridade está entregando crescimento em outras linhas, como previdência e capitalização. "No longo prazo, a BB Seguridade é a melhor opção e a que deve ter resultados mais consistentes", observa.

A BB Seguridade costuma ter uma previsibilidade nas suas remunerações e paga semestralmente, geralmente em fevereiro e agosto. Segundo seu histórico, nos últimos anos a empresa distribuiu 70% ou mais do seu lucro em dividendos (payout).

Entre os riscos de investir na companhia, Gabriel Bassotto, analista chefe de ações do Simpla Club destaca o aumento da inflação, que pode corroer o poder de compra das pessoas e diminuir a procura por seguros. Neto cita também o fenômeno de El Niño que, no curto prazo, pode impactar o crescimento da linha rural da BB Seguridade.

Telefônica Brasil (VIVT3) pode ter retorno entre 7,5% e 11%

É a maior empresa de telecomunicações do país e líder do segmento móvel, com um portfólio de produtos amplo. Segundo Tiglia, da Nord, a Telefônica deve ser beneficiada em 2024 pela incorporação da Oi Móvel, o desenvolvimento de FTTH (fibra ótica) e 5G. A empresa está desacelerando os investimentos, e pode aumentar o pagamento a acionistas. Tiglia espera que a VIVT3 entregue um dividend yield de 8% em 2024. A recomendação é de compra.

Continua após a publicidade

Ela teve melhora nos resultados trimestrais. Ricardo Peretti, estrategista de ações da Santander Corretora, ainda cita os ganhos vindos da incorporação da Oi Móvel e a redução de capital da companhia, que pode impulsionar a distribuição de dividendos para um patamar de dois dígitos.

A Telefônica manifestou recentemente a sua intenção de distribuir 100% do seu lucro líquido entre 2024 e 2026 sob a forma de dividendos, juros sobre capital próprio (JCP), recompras de ações e reduções de capital. A proposta foi bem-vista pelo mercado, garantindo mais estabilidade nas remunerações. Peretti projeta um dividend yield de 7,74% para VIVT3 em 2024, mas que medidas de reduções de capital podem fazer retorno chegar a 11%.

Entre os riscos, Peretti cita os preços no segmento móvel, a instabilidade na economia e a reforma tributária no Brasil, que pode gerar mudanças sobre os juros sobre capital próprio (JCP).

Caixa Seguridade (CXSE3)

Completando o pódio de mais indicadas pelos analistas está a Caixa Seguridade (CXSE3). Ela trabalha com seguro residencial, vida e prestamista, além de habitacional e assistencial.

A Caixa Seguridade tem direito exclusivo até 2050 de acessar a base de clientes da Caixa Econômica Federal e utilizar a marca Caixa em todos os canais de distribuição para ofertar seus seguros. A Caixa Seguridade também remunera seus acionistas semestralmente e paga dividendos geralmente em maio e novembro.

Continua após a publicidade

Mercado habitacional, foco da empresa, pode crescer em 2024, beneficiado de maiores investimentos do governo. Sergio Biz, analista e sócio do GuiaInvest, diz que a empresa vem crescendo de forma consistente e mostra interesse em distribuir boa parte do seu lucro aos investidores. Biz projeta um dividend yield de 9% para 2024. A recomendação é comprar a ação até o preço de R$ 12,80. Para Nigri, da Dica de Hoje Research, a Caixa Seguridade deve pagar R$ 1 de proventos por ação em 2024, equivalente a um dividend yield de 8% nos preços atuais. "É mais ou menos o patamar da Selic terminal, um retorno interessante", aponta. A recomendação é comprar o papel até R$ 13.

O risco, segundo Nigri, seria um aumento da sinistralidade, onde seja necessário ativar os seguros.

As 10 ações mais recomendadas para ter renda com dividendos

Confira abaixo as 10 ações mais recomendadas pelos analistas para dividendos em 2024:

1° BB Seguridade (BBSE3)

  • Número de recomendações: 9
  • Dividend yield projetado 2024: 9% a 12%
  • Quem recomenda: Toro Investimentos, VG Research, Nord Research, Capitalizo, Guide, Terra Investimentos, Simpla Club, Ticker Research, Quantzed
Continua após a publicidade

2° Telefônica (VIVT3)

  • Número de recomendações: 5
  • Dividend yield projetado 2024: 7,5% a 11%
  • Quem recomenda: GuiaInvest, Santander Corretora, Nord Research, Guide, Terra Investimentos

3° Caixa Seguridade (CXSE3)

  • Número de recomendações: 4
  • Dividend yield projetado 2024: 8% a 9%
  • Quem recomenda: GuiaInvest, VG Research, Dica de Hoje Research, Simpla Club

4° Vale (VALE3)

  • Número de recomendações: 4
  • Dividend yield projetado 2024: 6,94% a 8,5%
  • Quem recomenda: GuiaInvest, Santander, Quantzed, Ticker Research
Continua após a publicidade

5° CPFL (CPFE3)

  • Número de recomendações: 4
  • Dividend yield projetado 2024: 8,1% até 9,59%
  • Quem recomenda: VG Research, Santander, DV Invest, Guide

6° Petrobras (PETR4)

  • Número de recomendações: 4
  • Dividend yield projetado 2024: 12% a 15%
  • Quem recomenda: Quantzed, Benndorf Research, Santander, Ticker Research

7° Banco ABC (ABCB4)

  • Número de recomendações: 3
  • Dividend yield projetado 2024: 5,7% a 7,80%
  • Quem recomenda: Toro Investimentos, GuiaInvest, Órama Investimentos
Continua após a publicidade

8° Isa Cteep (TRPL4)

  • Número de recomendações: 3
  • Dividend yield projetado 2024: 6,5% a 7,65%
  • Quem recomenda: Toro Investimentos, Nord Research, Ticker Research

9° Banco do Brasil (BBAS3)

  • Número de recomendações: 3
  • Dividend yield projetado 2024: 9,4% a 10%
  • Quem recomenda: Guide, Benndorf Research e Quantzed

10° Itaú (ITUB4)

  • Número de recomendações: 2
  • Dividend yield projetado 2024: 5,67% a 5,8%
  • Quem recomenda: Santander, DV Invest

Este material não é um relatório de análise, recomendação de investimento ou oferta de valor mobiliário. Este conteúdo é de responsabilidade do corpo jornalístico do UOL Economia, que possui liberdade editorial. Quaisquer opiniões de especialistas credenciados eventualmente utilizadas como amparo à matéria refletem exclusivamente as opiniões pessoais desses especialistas e foram elaboradas de forma independente do Universo Online S.A.. Este material tem objetivo informativo e não tem a finalidade de assegurar a existência de garantia de resultados futuros ou a isenção de riscos. Os produtos de investimentos mencionados podem não ser adequados para todos os perfis de investidores, sendo importante o preenchimento do questionário de suitability para identificação de produtos adequados ao seu perfil, bem como a consulta de especialistas de confiança antes de qualquer investimento. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura e não está isenta de tributação. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, a depender de condições de mercado, podendo resultar em perdas. O Universo Online S.A. se exime de toda e qualquer responsabilidade por eventuais prejuízos que venham a decorrer da utilização deste material.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes